HTC lança smartphone blockchain por 0.15 BTC: venda exclusiva em criptomoedas

0 Comentários

A gigante taiuanesa de eletrônicos de consumo, HTC, lançou oficialmente seu primeiro smartphone blockchain, que será vendido exclusivamente em criptomoedas.

Chamado Exodus 1, o smartphone blockchain da HTC está disponível para os consumidores a um preço fixo de 0,15 Bitcoin (BTC) e 4,78 Ethereum (ETH), aproximando-se do preço do novo iPhone XS que tem preço inicial de US$ 999.

O Exodus 1 é vendido por cerca de US$ 975 com base no preço atual do Bitcoin em US$ 6.500. No entanto, como o preço do BTC sobe, o preço do telefone também aumentará substancialmente. O BTC foi avaliado em US$ 10.000 a menos de quatro meses atrás, e se o BTC atingir o nível de resistência de US$ 10.000 nos próximos meses, o valor do Exodus 1 poderá subir para US$ 1.500.

Porque só pode ser comprado com BTC e ETH?

A principal característica do Exodus 1 é a sua segurança. Ele foi desenvolvido para operar como uma carteira de criptomoedas de hardware, permitindo que os usuários armazenem com segurança ativos digitais na carteira local do telefone.

Em julho, a Samsung revelou que os celulares são significativamente mais seguros no processamento de pagamentos de criptomoeda do que dispositivos e plataformas alternativas, como desktop e web, devido à existência de um ecossistema confiável chamado Trusted Execution Environment (TEE).

“É por isso que os smartphones têm uma vantagem sobre laptops e desktops em relação às carteiras de criptomoedas, sem os benefícios do TEE baseado em hardware, as chaves são mais vulneráveis. Há uma ressalva significativa: um desenvolvedor de wallet ingênuo pode optar por simplesmente armazenar as chaves no armazenamento interno normal do telefone, e nesse caso há pouca proteção adicional em relação ao uso da plataforma do smartphone,” explicou Joel Snyder, consultor sênior de TI da Samsung Insights.

O Exodus 1 da HTC aproveita esse ecossistema junto com vários outros recursos de segurança em um telefone celular para criar um ambiente seguro para usuários de criptomoeda.

No que diz respeito à decisão da empresa de vender o dispositivo exclusivamente em criptomoeda com preços atrelados à BTC e à ETH, Phil Chen, chefe da iniciativa blockchain da HTC, disse à SCMP que a empresa só pretende vender o aparelho para o público principal que é a comunidade global de blockchain.

“Vendê-lo somente em criptomoedas e ser o primeiro a fazer isso significa que estamos levando isso diretamente para o público principal, para aqueles que vão querer esse dispositivo – a comunidade blockchain. Isso reflete nossa crença em criptomoedas. Na verdade, tivemos que recriar e superar muitos processos internamente, assim como encontrar novos distribuidores, para que possamos alcançar o objetivo de aceitar apenas criptomoedas como a forma de pagamento.”

A volatilidade vai afetar o preço do celular?

Nos próximos meses, se o preço da BTC e ETH subir ou cair por uma grande margem, espera-se que a HTC ajuste o preço de seu celular para manter um preço realista que sua base de consumidores possa pagar.

Site oficial com mais informações: https://www.htcexodus.com/us/

Guia do Bitcoin

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.