Mais seguro do que nunca: Taxa de hash do Bitcoin atinge novo recorde e é “maior do que todos os grãos de areia do mundo”

1 Comente

O site Bitcoinist relatou um número muito importante para a rede do Bitcoin, a taxa de hashes o BTC atingiu um novo recorde, garantindo que a moeda está mais segura do que nunca contra falhas e ataques.

De acordo com o Blockchain.com, a taxa de hash da rede Bitcoin está em um novo ATH (alta máxima) de 69 quintilhões de hashes por segundo (69 milhões de terahash por segundo – TH/s).

A taxa de hash se refere ao poder de computação usado para proteger a rede.

Desde que atingiu os 60 milhões de TH/s em meados de junho de 2019, a taxa de poder computacional da rede continuou a aumentar. Este crescimento está de acordo com a tendência estabelecida em 2019, já que os fundamentos técnicos têm aumentado desde que o preço da moeda despencou no final de 2018.

A taxa de hash da rede Bitcoin agora tem 2x mais que o nível em dezembro de 2018 e cresceu cerca de 900% nos últimos dois anos. A dificuldade de mineração também está em alta, ampliando a segurança robusta da rede.

Para quantificar melhor esse impressionante número, considere o seguinte valor: De acordo com uma equipe de pesquisa da Universidade do Havaí, existem cerca de 7,5 quintilhões de grãos de areia na terra. (Lembrando que o estudo pode estar errado, já que é uma estimativa feita a partir de um estudo).

Como disse Kevin Rooke, em um tweet publicado no domingo (30 de junho de 2019), “a cada segundo, a rede Bitcoin realiza 10 vezes mais hashes do que grãos de areia no planeta”.

Portanto, na próxima vez que você for a praia, olhe bem para toda a areia que existe por lá e imagine que tudo aquilo não é nem metade do número de hashes na rede do Bitcoin.

Esse número tem um importante significado, já que é através desse poder computacional que é garantido a segurança de toda a rede do Bitcoin. Anthony Pompliano, analista Morgan Creek Digital e famoso entusiasta do Bitcoin, lembrou uma frase em que a segurança do Bitcoin é comparada com a segurança do sistema financeiro tradicional de cada país em um episódio do podcast “Off the Chain”.

O Departamento de Defesa do Bitcoin não tem arsenal nuclear, a maior criptomoeda do mundo tem a segurança embutida na rede. Segundo Pompliano:

“O Departamento de Defesa da Bitcoin não tem balas, bombas, navios, jatos de combate e nenhum soldado. Ele tem milhares de voluntários e milhões de computadores em todo o mundo que estão cooperando para garantir que não haja um único ponto de falha.”

Veja também: Netflix irá lançar documentário sobre criptomoedas

 

Escreva um comentário

1 Comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.