Hackers invadem serviço da Amazon para minerar Bitcoin

0 Comentários

 

De acordo com um relatório recente do grupo de inteligência de segurança RedLock, os hackers foram capazes de invadir os serviços da Cloud de duas empresas para minerar .

Em um artigo recente, a Business Insider informou que os hackers podiam invadir a infra-estrutura dos serviços de nuvem na AWS de duas empresas para minerar Bitcoin. De acordo com a empresa de segurança RedLock, as duas empresas afetadas eram Aviva e Gemalto. A empresa de segurança ficou um pouco surpresa com o hack, uma vez que os hackers não visavam dados sensíveis de nenhuma das empresas. Os hackers só estavam interessados ​​em acessar os servidores da Amazon Cloud e assim gerenciar o código, executando o comando de .

O relatório diz:

Após uma análise mais profunda, a equipe descobriu que os hackers estavam executando um comando de mineração bitcoin de um dos servidores. A instância efetivamente foi transformada em um bot parasita que estava realizando atividades “nefastas” na internet.

Os hackers geralmente são conhecidos por violar a infra-estrutura da empresa digital para roubar dados confidenciais, como números de segurança social, números de cartão de crédito, e-mails, senhas etc.

Leia também  VISA investirá em fintechs no Brasil, levando Startups até o Vale do Silício

A mineração de criptomoedas tornou-se uma indústria muito competitiva nos últimos dois anos. Depois que a capitalização de mercado “explodiu” em 2017 e atingiu a soma recorde de US$ 176 bilhões, mais e mais empresas começaram a extrair criptomoedas. Bitcoin e Ethereum receberam a maior atenção dos mineradores, já que ambos alcançaram seu preço máximo de US$ 5031 e US$ 400, respectivamente.

A dificuldade de mineração de Bitcoin aumentou em quase 10 milhões de Th/s no ano passado, Ethereum conseguiu atingir uma taxa de hash diária de 100.000 GH/s. A taxa de hash de Ethereum pode não ficar tão alta por muito tempo, uma vez que a equipe de desenvolvimento Ethereum planeja transição do protocolo Ethereum da proof-of-work para Proof-of-Stake, incapacitando efetivamente a mineração Ethereum para mineradores de criptomoedas. Especialistas e analistas esperam que os mineradores Ethereum atuais apontarão seu poder de hash para uma outra criptomoeda que seja mais lucrativa.

Leia também  Líderes e Bancos de Dubai investem cada vez mais na tecnologia Blockchain

Fonte: bitcoinist

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Acompanhe notícias todos os dias sobre Bitcoin e Criptomoedas:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]