Grande banco da Coreia do Sul começa a utilizar blockchain

0 Comentários

O Shinhan Bank, segunda maior instituição bancária da Coreia do Sul começou um projeto para a implementação do blockchain em seu sistema interno visando diminuir erros humanos, segundo divulgação do jornal The Korea Times.

O banco já vem de uma caminhada rumo à integração de criptomoedas e blockchain em seus negócios, desde quando anunciou ao público em novembro de 2017 que estava trabalhando para fornecer carteiras para seus clientes.

A instituição concluiu um programa de treinamento para seus funcionários em busca de elevar o conhecimento sobre o blockchain e melhorar seus serviços, assim como no mês passado quando o banco passou a utilizar transações swap, denominando-se o primeiro do país a realizar tal feito.

Segundo um funcionário não identificado, as operações de manutenção de registros financeiros deverão ser automatizadas em breve, o que acabaria com erros humanos e aumentaria a eficiência dos serviços prestados pela instituição:

“Antes do processo baseado em blockchain não existiam regras padronizadas para manter e gerenciar registros financeiros, uma razão pela qual os participantes do mercado tinham que confiar em seus próprios registros, o que muitas vezes resultava em erros, apesar do requisito do processo de verificação cruzada”.

Ele ainda completou que o novo sistema além de diminuir erros humanos, ajudaria no ganho de tempo pois não seria mais necessário focar em corrigir essas falhas, sobrando mais desenvolver-se em outros serviços e áreas.

Confira também a declaração do banco central da Coreia sobre criar sua própria criptomoeda

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.