Gigantes de varejo, Walmart e a JD.com, querem utilizar a blockchain com foco na segurança e rastreabilidade dos alimentos

Juntamente com o Laboratório Nacional de Engenharia da Universidade de Tsinghua para Tecnologias de Comércio Eletrônico e a IBM, foi criada uma Aliança Blockchain Food Safety Alliance, que procurará conectar empresas ao longo de toda a rede de fornecimento de alimentos no país mais populoso do mundo.

A idéia, do acordo, é desenvolver “um método baseado em padrões de coleta de dados sobre a origem, segurança e autenticidade dos alimentos” entre as partes envolvidas, com a blockchain servindo como base tecnológica para registrar essas informações em tempo real.

Para o Walmart, o projeto representa uma expansão de seus trabalhos anteriores na área da cadeia de fornecimento de alimentos. Em outubro de 2016, a gigante do varejo revelou que estava trabalhando com a Tsinghua e a IBM em um empreendimento para rastrear produtos derivados do porco, um processo que a empresa chamou de “muito encorajador” no início deste ano.

“Como um defensor global da segurança alimentar, o Walmart espera aprofundar o trabalho com a IBM, a Universidade de Tsinghua, com JD.com e outros em toda a cadeia de fornecimento de alimentos. Através da colaboração, padronização e adoção de novas e inovadoras tecnologias, podemos efetivamente melhorar a rastreabilidade e a transparência e ajudam a garantir que o sistema alimentar mundial permaneça seguro para todos”, disse Frank Yiannas, vice-presidente de segurança e saúde alimentar do Walmart.

Leia também  Usuário divulga vídeo pagando com Bitcoin em grande loja no Japão

A inclusão da JD.com, é bastante notória devido a sua importância global na China, a JD.com é uma plataforma de comércio eletrônico com mais de 200 milhões de usuários.

Relatórios apontam que a JD.com pretende importar bilhões de dólares em alimentos nos próximos anos, em tese, criaria uma grande lista de produtos para rastrear.

“Em todo o mundo, e particularmente na China, os consumidores querem cada vez mais saber como seus alimentos são obtidos, e a JD.com se dedicará ao uso da tecnologia para promover transparência completa”, disse Yongli Yu, presidente da unidade de pesquisa da cadeia de suprimentos da JD.

Fonte: coindesk

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Leia também  Lança ICO que introduz namoro com benefícios no mercado

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Principal corretora Forex da Rússia começa a negociar Bitcoin

O grupo Alpari, a maior corretora forex nativa da Rússia, anunciou o lançamento de dois pares comerciais de bitcoin, com a empresa que oferece BTC/USD e CFDs BTC/EUR para traders….

0 Comentários

Com 41 Bitcoins você pode se tornar um *Vanuatuano

Se você acordou hoje pensando em adquirir uma nova cidadania, a oportunidade bateu em sua porta, pois o Estado soberano insular da Melanésia, Vanuatu, está trocando sua cidadania em troca da…

3s Comentários