Gigantes de varejo, Walmart e a JD.com, querem utilizar a blockchain com foco na segurança e rastreabilidade dos alimentos

Juntamente com o Laboratório Nacional de Engenharia da Universidade de Tsinghua para Tecnologias de Comércio Eletrônico e a IBM, foi criada uma Aliança Food Safety Alliance, que procurará conectar empresas ao longo de toda a rede de fornecimento de alimentos no país mais populoso do mundo.

A idéia, do acordo, é desenvolver “um método baseado em padrões de coleta de dados sobre a origem, segurança e autenticidade dos alimentos” entre as partes envolvidas, com a blockchain servindo como base tecnológica para registrar essas informações em tempo real.

Para o , o projeto representa uma expansão de seus trabalhos anteriores na área da cadeia de fornecimento de alimentos. Em outubro de 2016, a gigante do varejo revelou que estava trabalhando com a Tsinghua e a IBM em um empreendimento para rastrear produtos derivados do porco, um processo que a empresa chamou de “muito encorajador” no início deste ano.

“Como um defensor global da segurança alimentar, o Walmart espera aprofundar o trabalho com a IBM, a Universidade de Tsinghua, com e outros em toda a cadeia de fornecimento de alimentos. Através da colaboração, padronização e adoção de novas e inovadoras tecnologias, podemos efetivamente melhorar a rastreabilidade e a transparência e ajudam a garantir que o sistema alimentar mundial permaneça seguro para todos”, disse Frank Yiannas, vice-presidente de segurança e saúde alimentar do Walmart.

Leia também  Câmara dos deputados discutirá hoje fraudes e pirâmides envolvendo Bitcoin: MinerWorld foi citada

A inclusão da JD.com, é bastante notória devido a sua importância global na China, a JD.com é uma plataforma de comércio eletrônico com mais de 200 milhões de usuários.

Relatórios apontam que a JD.com pretende importar bilhões de dólares em alimentos nos próximos anos, em tese, criaria uma grande lista de produtos para rastrear.

“Em todo o mundo, e particularmente na China, os consumidores querem cada vez mais saber como seus alimentos são obtidos, e a JD.com se dedicará ao uso da tecnologia para promover transparência completa”, disse Yongli Yu, presidente da unidade de pesquisa da cadeia de suprimentos da JD.

Fonte: coindesk

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Leia também  Conglomerado chinês de internet anuncia parceria com Intel para pesquisa em Blockchain

Bitcoins no seu e-mail

Digite o seu e-mail

Junte-se a 47.381 outros assinantes

Serviço de empréstimos de Bitcoin online, BTCJam, encerra as atividades

É sempre triste ver os serviços relacionados ao bitcoin se desligar ao longo do tempo. Embora o BTCJam não tenha o melhor de reputação, eles introduziram um novo caso de…

0 Comentários

Como investir no mercado Imobiliário nacional utilizando Bitcoins

O URBE.ME, primeiro site de crowdfunding (financiamento coletivo) imobiliário do Brasil, permite que qualquer pessoa seja um investidor em um dos segmentos mais sólidos e rentáveis do Brasil, a construção…

0 Comentários