Gigante de varejo japonês começa a aceitar Bitcoin em todo o país após teste bem sucedido

O revendedor eletrônico japonês Bic Camera permitirá pagamentos de bitcoin em todas as lojas do país ainda neste mês.

A cadeia de varejo de eletrônicos com sede em Tóquio, Bic Camera, é agora a principal cadeia de lojas a aceitar bitcoins em todo o Japão, segundo confirmou hoje um relatório da Nikkei.

O teste foi mais além que um sucesso.

De acordo com o relatório, a popularidade “mais do que o esperado” dos pagamentos em bitcoin levou a Bic Camera a expandir os pagamentos de bitcoin em mais de 40 lojas.

No início de abril, a Bic Camera anunciou pela primeira vez a aceitação de pagamentos de bitcoin na loja principal do grupo de varejo em Tóquio e outra loja na cidade. Os clientes podiam pagar até ¥ 100,000 (cerca de US $ 900) para compras de eletrônicos de consumo, como câmeras, laptops, equipamentos de áudio e muito mais.

Leia também  Caixa anuncia datas para saque de FGTS. Nosso conselho? Aplique em Bitcoin

O varejista fez parceria com o bitFlyer baseado em Tóquio, a maior exchange de bitcoins do Japão, para instalar a infra-estrutura de pagamentos do ponto de venda (PoS). Como um processador de pagamentos, o gateway do bitFlyer converte o bitcoin em moeda fiat imediatamente após o pagamento, o dinheiro então é transferido para o varejista no dia seguinte. O bitFlyer cobra uma taxa de serviço de 1% nas transações.

A crescente popularidade do Bitcoin no Japão, vem logo após uma legislação recente que reconheceu o bitcoin como método legal de pagamento, também fez a Bic Camera aceitar bitcoin em 139 lojas subsidiárias da Kojima nos subúrbios em todo o Japão.

No mês passado, o diretor financeiro da bitFlyer, Midori Kanemitsu, revelou que o número de lojas de varejo que aceitam bitcoin é “esperado para aumentar para 300 mil” este ano. O lançamento do bitcoin japonês BITPoint foi revelado em discussões com um operador de terminal de pagamentos que vai facilitar a aceitação das moedas digitais em centenas de milhares de varejistas japoneses.

Leia também  Banco Central da China exige verificações extremas de clientes de bolsas de Bitcoin

O Japão também encerrou o imposto de consumo de 8% sobre as compras de bitcoin em julho, tornando a adoção atrativa para novos investidores e consumidores que preferem pagamentos sem dinheiro.

Tudo isso, numa época em que o governo japonês está fazendo avanços marcantes para aceitar pagamentos sem dinheiro ao exigir uma estratégia de crescimento afim de dobrar os pagamentos digitais na próxima década.

Fonte: cryptocoinsnews.com

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *