Fortalecendo a comunidade brasileira no Steemit (a rede social baseada e blockchain)

0 Comentários

Olá pessoal!

Venho conhecendo a blockchain do , desde quando entrei aqui no no final do ano passado.

Já conhecia os criptoativos pelo bitcoin, e desde então venho conhecendo, claro que no meu portfólio ainda o cargo chefe é o bitcoin.

E todo investimento deve ser conhecido, estudado, pensar no tempo, no retorno, no risco.

Aprendi que dinheiro suado, é custoso, e que deveria fazer ele trabalhar para mim, para não morrer trabalhando.

Na minha cultura, ninguém sabe investir, e depois de perder dinheiro tentando fazer o que não sabia, decidi aprender a investir.

Foi quando conheci a Empiricus, empresa de educação e investimento financeiro, que tem assinaturas de todos os gostos, inclusive de criptoativos.

E fui fazendo os cursos básicos, vendo vídeo aulas, seguindo as recomendações.

Fiz minha conta na corretora, e quando conversava com as pessoas, todo mundo fala, “esse negócio de ação, cuidado, tem gente que perde tudo”.

Mesma coisa de quando converso sobre as criptomoedas e blockchain.

Em plena capital do estado, não encontro praticamente ninguém, a não ser online que sabe sobre blockchain, e mesmo pouca gente sabendo, em relação ao tamanho da nossa população, é um mercado crescendo, engatinhando:
Opera Instantâneo_2018-05-11_183638_medium.com.png

Venho de cidade do interior, infelizmente as pessoas não tem esse tipo de educação, e muitos viveram uma época economicamente muito instável do Brasil. E mesmo assim confiam na poupança. Tem coisas que não da para entender mesmo.

Aprendi que o gerente do banco não é meu amigo, é funcionário do banco.

E que conta especial no banco, só é bom para evitar fila, não tem nada de especial, eles querem seu dinheiro para investir, e você paga mais taxa para se achar especial.

Os bancos ganham em cima da população, e só. Tanto o banco público, quanto o banco privado.

Se você tem um investimento e não quer correr muito risco, é só colocar em ação no banco privado, os lucros crescem a cada ano. Esse ano o Itaú, no primeiro trimestre teve um lucro de 6,42 bilhões de reais, 4% maior que mesma época do ano passado.

Mas eu não ganho dinheiro com banco, tem muita empresa boa, também não tenho nada contra, são espertos, sabem ganhar dinheiro, aproveitam o sistema, fazer o quê?

Quando conheci o bitcoin, e principalmente a tecnologia blockchain, fiquei impressionado, aliás até hoje estou.

E ninguém que conheço sabe do que estou falando. Venho pesquisando, organizando os prós e contras, tentando ver diferentes perspectivas sobre a introdução das blockchain, tentando achar algo ruim, e não consigo.

Tudo que avalio de negativo, não é em relação ao ativo ou tecnologia, é em relação ao funcionamento humano em questão, como lavagem de dinheiro, criptos não rastreáveis em uso ilegal, evasão de divisas, e muito mais.

Acontece tudo isso com o real, com o dólar, não à toa temos o mensalão, e a lava jato, e muitas notícias de corrupção.

Leia também  O fundador da Bitmain quer investir em bancos centrais privados

E temos agora a tecnologia blockchain chegando, temos que estuda-la, discuti-la, estarmos preparados para lidar com a regulamentação quando vier, e vai vir, gostando ou não, e estou pensando positivo, ainda é melhor que a proibição.

Então proponho aqui, discutimos a blockchain, suas aplicações, estamos a frente de muita gente que não acredita, ou tem preconceito com o novo.

Vou trazer meus conteúdos que venho reunindo sobre as blockchains, os protocolos e ativos digitais.

Temos que traçar planos, avaliar se vale a pena solicitar a uma corretora para adicionar o steem, se teria algum programador que pudesse fazer esse link, se seria até possível.

Discutir o Steem, sua blockchain, suas possibilidades.

Estudarmos juntos.

Ainda é tudo muito novo, e temos muito a aprender, quando entrei já fui bombardeado de preconceitos em relação a plataforma, aos bots, as witnesses, ao modelo de blockchain do steem, e vim estudando, tendo as minhas interpretações.

Reclamei no telegram do @ned, votei em ajudar as comunidades, e argumentei a necessidade de ajudar nossa comunidade, que tínhamos potencial, mesmo não vendo o porque ele ajudar a nossa, ainda não, espero que um dia as baleias vejam. E como esperado, eles querem investir em novas aplicações, o que é bom também, só não descentraliza a rede.

Se nós não temos um projeto forte o bastante, que segure o SP, e mostre que não queremos ganhar do steem, e sim ganhar com Steem, não há porque ajudar, é muito simples, eles já tem, nos que não temos, o steemit não é um projeto de caridade. Pelo menos eles sabem que a gente existe.

E que teremos um projeto forte, é só olhar nosso crescimento como projeto, está na blockchain. Ainda temos muito a melhorar, mas estamos aqui, firmes e fortes, cada vez mais.

E cada vez mais, fico abismado com o mundo de possibilidades que o Steem tem, e como nossa comunidade é dividida, o que vem mudando ultimamente com o projeto @brazilians e a junção do telegram pelo ótimo trabalho do projeto #ptgram-power.

Delego ao @brazilians 1000 SP, que da em torno de 10.000 reais, e planejo delegar até o final de semana um total de 1500 SP.

E investirei mais ao longo do tempo, investimento de curto prazo não é steemit, é melhor comprar o ativo steem, ou melhor comprar outras que tem maiores potencial de subidas no curto.

E explicarei nos posts os motivos.

Uma coisa que aprendi na vida, é que o trabalho colaborativo, é sempre melhor que o competitivo.

Que duas cabeças sempre pensam melhor que uma, e que quanto mais gente pensando, mais chances temos de sermos fortes, só que tudo precisa de regras, não é a toa que somos evoluídos em relações a civilizações anteriores, ainda que tenhamos muito a evoluir ainda.

Somos todos seres inteligentes.

E venho trabalhando, para fortalecer a comunidade, e para quem quiser fazer parte de uma comunidade, porque no livre mercado, não tem lei, qualquer um faz o que quiser, mas em uma comunidade podemos ser realmente fortes.

Leia também  C-CEX removerá mais Altcoins da listagem no dia 08/05/2017! Confira aqui quais são

O que adianta ter por volta de 20.000 reais aqui no steemit e postar sempre, e me aproximar dos projetos, para ganhar no curto prazo? para não pensar no coletivo? Para brigar por migalhas?

O Steem tem só 2 anos, estou apostando na blockchain, nem todo mundo pode investir, e entendo isso, e por isso também vou trazer o que venho estudando, pois investir no curto prazo, e não investir na comunidade, é um tiro no pé.

E espero que quem tiver interesse, entenda que o steemit não é distribuidor de renda, é comercio de conteúdo, de bons conteúdos.

Os usuários vem vendo isso, e tem também a questão do tempo de quem chegou por agora, a curva de aprendizado, e pretendo nessa serie ajudar a quem quiser refletir e buscar mais do que migalhas.

E muitos vem estando mais próximo da nossa comunidade com o @brazilians. Agradeço por quem entendeu a importância disso, e vem fazendo doações, posts arrecadação, ou delegando, cada um vai encontrar seu jeito se quiser ajudar, cada um tem um jeito, e isso é importante, é bom pensarmos diferentes, com objetivos em comum.

Assim como a ajuda dos projetos como #ptgram-power e @brazine.

Acho que é importante também, saber que seguimos a proposta do steemit, não é trocar votos, é produzir seu conteúdo, ser autoral, refletir, elaborar bons posts, e ter uma comunidade, um projeto que se importa com você, aqui não é o facebook, tampouco orkut. E também não é projeto de caridade, ainda que tenha um sonho de ter um projeto social, e não de caridade.

Temos muito a fazer aqui no steemit, e têm muitos projetos para sair adicionando a blockchain.

É aquela história, quanto maior o risco, maior o retorno, segurar o SP diminui o risco mais ainda, com maior retorno.

É uma plataforma de mídia social e livre mercado. É a regra básica do capitalismo, é a lei da oferta e da demanda. Ou estevam esperando um steemit socialista? ao mesmo tempo que o capitalismo selvagem, na blockchain, pode ter seu lugar momentâneo, mas logo já não terá.

Se pensarmos na matemática básica, 1 + 1 = 2, e 1-1=0. É exatamente isso. Ou estamos juntos, ou brigaremos por migalhas, e não brigarei por migalhas, crescerei com quem quiser crescer junto. Apostando minhas fichas no @brazilians e em quem acreditar nele, um projeto que conheci aqui, com pessoas que conheci aqui como o @casagrande, na essência do que a blockchain nos trouxe, confiança.

É melhor confiar em um projeto para a comunidade, open wallet, ou no banco?

É melhor subtrair ou somar?

Eu acredito ser melhor multiplicar!!!

Temos uma longa caminhada, eu invisto no longo, não sou trader, sou médico, que tem projetos em mente, que tem um sonho de ter um projeto social, e que tem um sonho maior ainda de implementar na politica pública o modelo de blockchain.

Leia também  Bitcoin não é uma bolha e vai ultrapassar os US$ 3.000

Para todos verem para onde o dinheiro vai, e não brigar também por migalhas, enquanto os senhores vivem o luxo da nobreza moderna.

É um novo tempo, as blockchains vieram para ficar, um novo modo do capitalismo, um modelo disruptivo econômico e consequentemente social, os bancos acostumados a ganhar dinheiro, já estão entrando cada vez mais.

Se ninguém conhece e já esta assim, com um mercado de 450 bilhões de dólares, imagina quando as pessoas conhecerem, e não vai ser amanha, depois de amanha, vai ser ao longo dos anos.

Ainda é um mercado que promete a tecnologia, e que tem muito a entregar ainda, e vai entregar. E que já nos entregou a maior tecnologia, desde o advento da internet, a tecnologia da confiança compartilhada, entre pessoas, algo difícil nos dias de hoje.

E quem quiser caminhar com a gente, somos igual coração de mãe, sempre cabe mais, seremos uma grande comunidade, com real mercado dentro dela, com pessoas se ajudando, e não com migalhas, e sim com recompensas pelo seu trabalho, pelo seu conteúdo, pelo que você esta disposto a ajudar a plataforma que tem como pilar a subjetividade, o proof-of-brain.

E iremos segurar o Steem Power, porque esse é o objetivo do longo.

E quem confiar na gente, podemos ser muito mais. Quem não, meus pêsames. Só não esqueçamos que é uma blockchain, está tudo aqui, mesmo se não lembrarmos mais.

E quem tem muito Steem Power e quiser continuar com o livre comercio individual, tanto faz também, é melhor alguém com 15 de SP disposto a crescer aqui, do que criticar as baleias e retirar o valor que damos a plataforma.

Lembro, é livre mercado, não uma crítica a ninguém, é um chamado a um livre mercado unido, é investirmos uns nos outros, é nos tornarmos uma comunidade forte, priorizando não o dinheiro, e sim a plataforma e o proof-of-brain, e ganhando adequadamente por isso.

É a possibilidade de ter uma renda, que mesmo na pior fase, foi e ainda será mais que o real. Só que dinheiro não cai do céu, nem no mundo real, e nem nas blockchains, se bem que hoje em dia ele vem por airdrop, mas como aqui não temos, ele vem de nós, de segurarmos o steem power, ajudarmos uns aos outros e sermos uma comunidade unida.

E ressalto, juntos seremos uma comunidade forte, escrevo aqui na blockchain, acredito nisso, e para mim minha palavra tem muito peso, meus pais me ensinaram isso! E cabe a cada um fazer parte ou não, a decisão é sua, nossa comunidade já tomou a dela, viemos para ficar.

Boa noite! Obrigado pela leitura!

(Matheus ggr)

Fonte: https://steemit.com/pt/@matheusggr/1-reflexao-no-steemit-seremos-uma-comunidade-forte-e-representativa-aqui

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/