Facebook vai anunciar a GlobalCoin ainda esse mês

0 Comentários

A criptomoeda do Facebook, chamada oficialmente de GlobalCoin ou de Zuck Buck pela comunidade, é um aguardado lançamento por parte dos especuladores. Já os defensores das criptomoedas acreditam que a GlobalCoin é apenas mais um projeto super centralizado e que só quer uma fatia do atual criptomercado.

De acordo com informações da CNBC e do site The Information, o Facebook vai anunciar a GlobalCoin ainda esse mês. Além disso, a empresa vai permitir que seus funcionários recebam parte de seu pagamento na forma da nova criptomoeda.

A ideia da criptomoeda é trazer uma forma facilitada para que os usuários possam usar uma moeda estável para comprar produtos em um marketplace, além de realizar transações internacionais.

Vale lembrar que a GlobalCoin também está sendo desenvolvida para funcionar como uma forma de diversificar a receita total da companhia, que tem mais da metade dos seus lucros baseados em propagandas. E como sabemos, as propagandas do Facebook não respeitam nem um pouco a privacidade dos seus usuários.

Aí que está um dos grandes problemas da GlobalCoin, se o Facebook aplicar a mesma política de privacidade com a moeda que a aplica com suas propagandas, teremos transações escancaradas para diferentes patrocinadores e para quem quiser pagar.

O CEO Mark Zuckerberg destacou os pagamentos como uma área importante para a empresa em sua conferência para desenvolvedores no início deste ano. No entanto, a chefe de operações Sheryl Sandberg e o diretor financeiro David Wehner “têm sido céticos em relação à iniciativa dentro da empresa”, disse o site The Information.

O relatório afirma que o Facebook está solicitando organizações terceirizadas para atuar como “nós” para ajudar a gerenciar a criptomoeda.

Os nós em redes de criptomoedas contêm o poder computacional necessário para resolver equações matemáticas complicadas, que são usadas para validar transações. Eles são tipicamente descentralizados e espalhados entre milhares de partes.

Mas, como já sabemos, o Facebook está indo na direção contrária, centralizando o máximo possível o seu “dinheiro virtual”, que muitos acreditam que não se encaixa no termo “criptomoeda”.

Aliás, justamente por ser completamente diferente do que uma criptomoeda deveria propor, a GlobalCoin não é um concorrente direto do Bitcoin e não representa nenhum risco ao verdadeiro campeão das criptomoedas ou às principais altcoins.

Veja também: Em documento, SEC indica que Ethereum não é uma security

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.