Exchange japonesa está de olho no mercado Russo

0 Comentários

Uma grande de bitcoins japonesa está buscando entrar no mercado de criptomoedas russa e está buscando um parceiro local. O CEO da plataforma diz que “a demanda é enorme” e aconselha a a considerar o um modelo para os regulamentos de criptomoedas.

O CEO disse ao portal de notícias russo, Ria Novosti, em uma entrevista, que a , dona da exchange , está procurando entrar no mercado de criptomoedas russo. No final de setembro deste ano, a empresa tornou-se uma das primeiras exchanges de criptomoedas do Japão a receber aprovação pela Agência de Serviços Financeiros (FSA).

“O volume de nossas transações no mês passado totalizou 7-8 bilhões de dólares em um mês”, revelou Kayamori, acrescentando que sua exchange está buscando oportunidades de investimentos na Rússia. Ele disse:

“Gostaria de trabalhar com alguém na Rússia, onde também podemos fornecer tecnologia e uma plataforma. A demanda é enorme.”

Atualmente, “não trabalhamos na Rússia porque não sabemos como está a regulamentação lá. Todas as incógnitas são um risco”, acrescentou “Portanto, gostaríamos de cooperar com qualquer empresa progressista russa que estiver interessada em criptomoedas”.

Leia também  Eminem menciona o Bitcoin em música do seu novo disco

A exchange vem ampliando ativamente suas operações. De acordo com o CEO, a empresa está em negociações com várias bolsas de câmbio e instituições financeiras em países como Filipinas, Coréia do Sul e China . Recentemente, a Quoine fez parceria com a inicialização da Blockwave para iniciar as operações de criptomoedas no Canadá.

Rússia poderia aprender com o Japão

Quanto à expansão para a Rússia, Kayamori acredita que “o mais importante é que o governo seja consistente, tenha confiança no que é bom e no que é ruim”. Ele falou:

“As autoridades russas e as instituições russas devem simplesmente olhar para o Japão, ver as diretrizes e regulamentos existentes, e depois transferi-las para a Rússia. Cingapura também está observando como tudo é feito no Japão, porque o Japão está um passo à frente.”

Kayamori não é o único que sugere olhar para o Japão como um modelo. Em julho, políticos russos e o Comissário presidencial para os direitos dos empresários, Boris Titov, propuseram que o banco central siga o modelo japonês na regulação de criptomoedas.

Leia também  IOTA: Meetup da Bosch Venture Capital 

Já aqui no Brasil, a câmera dos deputados está seguindo um caminho semelhante, tentando criar algo que seja parecido as regulamentações japonesas. Diversas vezes o deputado Aureo (SD-RJ), responsável para criar um relatório sobre Moedas Digitais, declarou que a intenção é tentar seguir os passos do Japão, visto que o país é hoje a nação mais avançada ao que se diz respeito a moedas virtuais.

Você acha que mais exchanges japonesas vão se expandir para a Rússia ou para outros lugares do mundo? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

_______________________________________________________________________________
Publicação Traduzida e Editada pelo Guia do Bitcoin
Matéria Original: https://news.bitcoin.com/high-demand-ja…

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]