Exchange chilena entrou com processo contra 10 bancos no país

3s Comentários

A empresa  entrou com uma ação ontem com o de livre concorrência contra 10 bancos chilenos “abuso de posição dominante devido ao fechamento de contas correntes”.

“Estamos em busca de justiça e se o tribunal determinar que há um abuso de posição dominante, esperamos que nossas contas sejam novamente liberadas. Se isso acontecer, ficamos no e continuamos operando. Caso contrário, iremos para o Peru, Colômbia e abriremos na Argentina”, informou o representante da Buda.com, Agustín Feuerhake

Os bancos disseram nos últimos dias que o fechamento de contas deveu-se a natureza anônima e descentralizada das , que podem ser emprestadas para lavagem de e outras atividades ilícitas. Diante disso, Feuerhake responde:

Todos os nossos clientes possuem cadastro, com nome, sobrenome e RUT, e não temos clientes anônimos, portanto não há problema real de lavagem de dinheiro”.

Buda.com informa que tem cerca de 80 mil clientes, dos quais cerca de 30 mil moram no Chile. O porta-voz da  indicou que, se tiverem um resultado desfavorável no tribunal, devolverão o saldo em pesos aos seus clientes no Chile. Enquanto aqueles com criptomoedas podem continuar a negociar com eles em outros mercados.

Leia também  Bitcoin x Zcash: Como elas se comparam?

 

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre !
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]