Exchange: Bithumb cancelará contas de usuários de 11 países

0 Comentários

Desde 27 de maio, vários traders relataram a exclusão de suas contas na exchange cripto-sul-coreana, a Bithumb. Segundo a CCN, tal decisão foi tomada pela administração da plataforma para cumprir a legislação do país contra a lavagem de dinheiro.

A lista negra incluiu 11 países que cujas leis são ineficazes para combater a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo, ameaçando o sistema financeiro internacional: Coréia do Norte, Irã, Iraque, Bósnia e Herzegovina, Etiópia, Síria, Sri Lanka, Trinidad e Tobago, Tunísia, Vanuatu e Iêmen.

O registro de novos usuários nesses países está interrompido. Os usuários já registrados estão bloqueados e suas contas serão desativadas em 21 de junho.

Para evitar a falsificação de informações do usuário, a Bithumb desenvolverá um procedimento obrigatório de verificação móvel para usuários estrangeiros.

Também pretende atender as recomendações do Governo da Coreia do Sul e da Associação Blockchain Coreana em parte para evitar manipulação de mercado e abuso de informação privilegiada.

“Vamos seguir rigorosamente nossas próprias regras e proteger nossos investidores, bem como cooperar ativamente com as autoridades locais”, disse a Bithumb.

Guia do Bitcoin

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.