Evitar a desintermediação bancária e preservar os papéis fundamentais do Banco Central do Brasil

0 Comentários

O Banco Central publicou um documento chamado “O meio circulante na era digital”, escrito por Aldênio Burgos e Bruno Batavia. Esse texto foi lançado em julho de 2018 para discutir possibilidades de digitalização do “meio circulante”, ou seja, do dinheiro fiduciário brasileiro. Muita coisa poderia ser destacada desse documento, mas o parágrafo de conclusão foi aquele que mais me chamou a atenção e no qual eu gostaria de focar brevemente.

Os autores dizem assim:

“As decisões de “design” do meio circulante digital podem acarretar diversas mudanças na forma
como o sistema financeiro atual funciona – alterando atores, processos, instrumentos de política
econômica e monetária, bem como mecanismos de estabilidade. Esta é a principal razão do modelo
tratado adotar uma abordagem pragmática, minimizando os entraves e mitigando incertezas, ao
evitar a desintermediação bancária e preservar os papéis fundamentais do Banco Central do Brasil. Asseveramos, no entanto, que esta abordagem traz consigo uma série de inovações e potencialidades, que poderiam implicar em notável incremento dos níveis de eficiência e inclusão para o
Sistema Financeiro Nacional”.

Os objetivos que o sistema financeiro e governamental atual busca são bastante explícitos e bastante claros. Evitar que o Bitcoin e as Criptmoedas tenham sucesso no processo de eliminação dos intermediários bancários e preservar os “papéis fundamentais” do banco central.

Leia também  Como pagar suas contas utilizando Bitcoins

O sistema lutará ferozmente pra preservar o status quo

A revolução das Criptomoedas não iria acontecer de forma fácil e tranquila com os bancos e governos se curvando e dizendo, “ok, podem fazer a disrupção de todo o sistema que legitima nosso poder e riqueza! Aliás, tirem toda a razão de nossa existência da noite pro dia através de sues computadores, obrigado!”

Certamente não devemos esperar nada além de uma intensa batalha nessa questão para os próximos anos, com os bancos  governos tentando cada vez mais de apropriar das tecnologias digitais para se adaptarem e fazerem as “mudanças necessárias para que tudo permaneça com está”.

A direção da proposta do estudo publicado pelo banco central é bastante claro, tanto quanto a proposta das criptmoedas também é bastante clara. Enquanto eles querem preservar os intermediários e o poder do órgão central, o Bitcoin veio trazer a desintermediação e a absoluta impossibilidade de centralização no comando do “dinheiro digital”.

Ezequiel Gomes

Leia também  Coinmap: mapa Interativo mostra as lojas e empresas que aceitam Bitcoin no Brasil e no mundo

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Aviso de risco: Investir em moedas digitais, ações, títulos e outros valores, mercadorias, divisas e outros produtos de investimento derivado (por exemplo, contratos por diferença, “CFD”) é especulativo e representa um nível elevado de risco. Cada investimento é único e envolve riscos únicos.

Os CFD e outros derivados são instrumentos complexos e têm um risco elevado de perda rápida de dinheiro devido a alavancagem. Deverá ponderar se compreende como o investimento funciona e se consegue suportar o risco elevado de perda do seu dinheiro.

As criptomoedas podem ter preços flutuantes e, por isso, não são adequados a todos os investidores. A negociação de criptomoedas não é supervisionada por qualquer enquadramento regulador da UE. O desempenho anterior não garante os resultados futuros. Qualquer histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. O seu capital está em risco.

Quando negoceia em ações, o seu capital está em risco.

O desempenho anterior não é um indicativo fiável de resultados futuros. O histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. Os preços podem tanto subir como descer, os preços podem flutuar bastante, pode estar exposto a flutuações de taxa de câmbio e pode perder todo ou mais capital do que o que investiu. O investimento não é adequado para todos, certifique-se de que compreendeu totalmente os riscos e legalidades envolvidas. Se não tiver a certeza, procure aconselhamento financeiro, legal, fiscal e/ou contabilístico. Este website não oferece aconselhamento financeiro, legal, fiscal ou contabilístico. Alguns links são links afiliados. Para mais informação, leia o nosso aviso e declaração de risco completo.