Ethereum entra na mira dos grandes bancos

eth

O protocolo Ethereum, descrito por alguns na comunidade cripto como um novo rival ou irmão do Bitcoin, tem como fundador Vitalik Buterin de apenas 22 anos de idade, e outros co-fundadores, e um variado conselho de assessores e especialistas técnicos que se reportam diretamente à Fundação com sede na Suíça Ethereum. 

De acordo com ethstats.net , Ethereum está agora no bloco nº2,055,806. Ao contrário do bitcoin que tem um teto de provisão de 21 milhões de moedas, para o ethereum não há limite para a quantidade de ether que pode ser criado ao longo do tempo, mas apenas 5 Ether são gerados por bloco de mineração – um novo bloco é extraído aproximadamente a cada 14,4 segundos.

Ethereum está sendo negociado em várias bolsas regulamentadas nos Estados Unidos, incluindo Gemini, Poloniex e Coinbase GDAX . (Coinbase anunciou recentemente  a integração de ethereum ao coinbase.com, plataforma de carteira, carro-chefe da empresa).

Leia também  Banco Central Europeu critica planos da Estcoin: a criptomoeda nacional da Estónia

Porém a maior visibilidade que o ethereum atraiu não foi a atenção dos participantes do mercado de startups de San Francisco, pois fontes ligadas a UBS confirmam rumores de que a empresa de serviços financeiros globais UBS está se aproximando de um anúncio formal sobre a sua aceitação de Ethereum.

O banco suíço planeja trabalhar com Ethereum, tanto como uma classe de ativos emergentes experimentais, mas também como um trilho para transportar vários tipos de dados financeiros ao redor do mundo.

Ano passado um repórter do cryptocoinsnews.com chamado Elliot Maras, detalhou sobre uma “moeda de liquidação” sendo construído pela UBS e separadamente, um projeto dentro do banco para construir uma plataforma de títulos no topo do protocolo Ethereum.

Há boatos de que um outro grande banco está em estágio avançado de desenvolvimento de novas ferramentas no topo Ethereum.

Leia também  Bitfinex paga 100% dos seus clientes em débito através dos tokens BFX

Fonte: huffingtonpost.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *