ETF do Ethereum tem grandes chances de aprovação

Os operadores do EtherIndex Ether Trust estão confiantes de que a ETF Ethereum será aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) antes da ETF bitcoin.

Em 21 de abril, a equipe EtherIndex apresentou uma alteração de regra com a SEC e NYSE Arca para a sua proposta original ETER Trust ETF. A alteração de regra indicada no documento oficial aceite pela SEC forneceu à comissão um determinado prazo para rejeitar ou aprovar o ETF.

Em 10 de março, a SEC rejeitou a ETF do bitcoin solicitada pelos dos gêmeos Winklevoss. Em declaração oficial, a SEC alegou que a ETF foi negada devido à falta de regulamentos em mercados bitcoin. A SEC declarou:

“É notório que a maioria das negociações do bitcoin ocorre em exchanges fora dos Estados Unidos. A maior parte do volume diário de negociação são realizadas em exchanges pouco capitalizadas e não regulamentadas localizadas fora dos Estados Unidos, essas exchanges e suas práticas influenciam significativamente o processo os preços. A maior e mais influente exchange de bitcoin está localizada fora da jurisdição dos EUA.”

A ETF Ethereum tem uma maior probabilidade de ser aprovada pela SEC devido a seus atributos. Essencialmente, os tokens Ethereum, são projetados para apoiar as aplicações descentralizadas da rede. Os usuários podem pagar para o desenvolvimento de aplicações ou iniciar contratos inteligentes na rede.

A SEC informou:

“Ao contrário do bitcoin, o Ethereum não foi projetado para funcionar puramente como uma reserva de valor. Em vez disso, o Ethereum destina-se a pagar por ações específicas na Ethereum Network. No entanto, de acordo com a SEC, o mercado Ethereum atualmente é suportado por muitos das mesmas exchanges on-line e a mesma infra-estrutura que se desenvolveu a rede bitcoin”.

Logo a SEC enxerga o Ethereum como um ativo, ao invés de uma moeda como o bitcoin, ela provavelmente irá proporcionar uma margem de manobra para o Ethereum Trust ETF.

Leia também  Bitcoin e principais criptomoedas sofrem queda forte essa manhã

Mais importante ainda, o principal argumento da SEC por trás de sua negação a ETF do bitcoin foi a falta de regulamentação no exterior.

Os três maiores mercados do Ethereum são os EUA, Coréia do Sul e China, com 21,7%, 11,1% e 6,5%, respectivamente. Uma vez que os três mercados que dominam o mercado global de câmbio Ethereum estão bem regulamentados, a SEC não poderá desaprovar o Ether Trust ETF sob os critérios de “falta de regulamentação no exterior”.

Além disso, conforme descrito pelo analista da ETF David Dierking, a recente estratégia de parceria da Ethereum para formar a Enterprise Ethereum Alliance poderia potencialmente ter um enorme impacto na decisão da SEC. Atualmente, empresas de vários bilhões de dólares, como a BHP Billiton, a Microsoft e a JPMorgan estão trabalhando com a EEA para desenvolver aplicações baseadas em Ethereum. Se a SEC já entende a ETH como um símbolo que serve de base para aplicações comerciais e projetos iniciados pelos líderes da indústria acima mencionados, o Ethereum já tem um argumento para legitimidade e regulação.

Leia também  Edward Snowden: "Zcash é a alternativa mais interessante ao Bitcoin"

Guia do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *