Dois empresários são condenados por envolvimento com a OneCoin

0 Comentários

Dois diretores de empresas de Singapura diferentes foram levados à corte depois de terem supostamente promovido um esquema de pirâmide disfarçado de marketing multinível que utilizavam a criptomoeda conhecida como OneCoin.

Segundo o site Strait Times, um relatório da última terça-feira, 9, a polícia de Singapura disse que esse é o primeiro caso do tipo. “A suposta criptomoeda OneCoin foi fundada por um búlgaro e possui diversos recursos similares ao Bitcoin. Diversos países, incluindo a Nova Zelândia, lançaram avisos ao público contra o envolvimento com a OneCoin.”

A relatório da polícia também diz que os EUA determinaram que a OneCoin é um esquema fraudulento de criptomoedas e indiciou várias pessoas conectadas com a moeda.

Lim Yoong Fook, diretor da One Concept, uma empresa de decoração interior de Singapura, foi condenado por duas acusações de fraude com base no Ato de proibição de Marketing Multinível e Pirâmides.

O outro homem, Fok Fook Seng, diretor de diversas companhias locais, incluindo lojas de produtos naturais e integrais, foi condenado a uma acusação com base no mesmo Ato.

De acordo com documentos da corte, o par supostamente promoveu um esquema onde os participantes seriam compensados em uma inciativa chamada de OneLife Network Global Compensation Plan.

Segundo as informações, Lim cometeu os crimes entre junho de 2015 e junho de 2017, enquanto Fok participou do esquema de pirâmide entre abril de 2016 e junho de 2017.

A polícia disse que os residentes locais participaram do esquema ao comprar “cursos educacionais” online que vinham com “tokens promocionais”. Esses tokens poderiam ser usados para “minerar” OneCoin.

Os documentos divulgados pela corte não revelavam detalhes sobre o esquema ou sobre o número de participantes e dinheiro envolvido. A polícia também disse que a Autoridade Monetária de Singapura (MAS) incluiu a OneCoin e a One Concept na Lista e Alerta aos Investidores (IAL).

“A IAL é uma lista de entidades não regulamentadas que podem se passar por legalizadas ou autorizadas pela MAS…O fato de uma companhia estar listada na IAL não necessariamente quer dizer que a empresa quebrou as regras do MAS.”

Lim foi condenado com uma fiança de $60.000, Fok foi condenado a uma fiança de $30.000.

Veja também: TRX agora pode ser comprado em mais de 3 mil lojas da França

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.