e-PESO: Banco Central do Uruguai anuncia plano de digitalização de sua moeda

3s Comentários

O (BCU) apresentou formalmente o lançamento de sua pioneira digitalização do peso uruguaio no dia 3 de novembro de 2017. Foi definido agora como um programa piloto, e o responsável do banco teve o cuidado de lembrá-lo “não é uma criptomoeda como o Bitcoin“, mas “uma moeda que continua a ser de responsabilidade do BCU”, de acordo com um relatório.

emite moeda digital

No que certamente será observado pelos banqueiros centrais do mundo, a nação sul-americana, que fica entre os gigantes do Brasil no leste e a Argentina no oeste, está agindo no que até agora outros países, como a Rússia, apenas contemplaram. O Banco Central anunciou “um plano piloto de seis meses para a emissão e uso de notas digitais do peso uruguaio”, em um comunicado de imprensa.

Leia também  Por que as moedas eletrônicas de todos os bancos centrais falharão horrivelmente

Intitulado El BCU apresentou um plano piloto para a emissão de bilhetes digitais enfatizando que este é “um plano de teste com o objetivo de avaliar se ele se transforma ou não em uma maneira de fazer negócios o futuro. “O plano” consiste em uma prova com 10.000 usuários de telefones celulares da ANTEL, “as notas de lançamento”, que durarão 6 meses “e serão internacionais. A Administração Nacional de Telecomunicações (ANTEL) é o provedor de telecomunicações gerido pelo do país.

Os usuários registrados poderão interagir com os comerciantes, bem como entre pares em troca de dinheiro.

Para participar, os uruguaios “devem fazer o download do aplicativo para telefones do site epeso.com.uy, acessar a carteira digital, registrar e fazer a primeira cobrança na Red Pagos para criar a carteira digital (Cash In)”, explica o banco, acrescentando: “O mecanismo está disponível para smartphones e não smartphones”.

Leia também  "Criptmoedas podem contribuir para a estabilidade financeira turca"

A Red Pagos é uma empresa nacional de pagamentos e coleta

“A primeira edição dos bilhetes digitais é de 20 milhões de pesos uruguaios, dos quais 7 milhões já foram transferidos para a Red Pagos”, declarou o banco.

“Esta não é uma nova moeda, é o mesmo peso uruguaio que em vez de ter um suporte físico tem suporte tecnológico”, afirmou o presidente do Banco Central.

Quanto ao motivo pelo qual o BCU está dirigindo esse esforço agora, Mario Bergara, o presidente do banco, sublinhou:

“É caro imprimir bilhetes, a distribuição em todo o território, a segurança para o transporte do mesmo, e também a opacidade que o bilhete físico promove.”


Novo por aqui? Já pensou em fazer um curso de trading AO VIVO e totalmente diferenciado? Conheça a Escola do Bitcoinhttp://escoladobitcoin.com

Leia também  Blockchain: IBM anuncia investimento de US$ 5,5 milhões na América Latina
[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/