“É mentira” Exchanges da Índia desmentem proibição de criptomoedas no país

As três principais exchanges de bitcoins da Índia a, Unocoin, ZebPay e Coinsecure declararam por unanimidade que os rumores que se espalharam no início desta semana falando sobre a proibição das criptomoedas no país não têm fundamento.

Esta semana durante uma apresentação ao parlamento, o ministro das Finanças, Arun Jeytli, da Índia, disse que o governo não reconhece o bitcoin e outras criptomoedas como uma moeda legal e tomará todas as medidas necessárias para evitar o financiamento de atividades ilegais através de sistemas de pagamento que utilizam criptomoedas.

No entanto, segundo os representantes das exchanges, as medidas que serão tomadas pelo governo não é a proibição das criptomoedas, e a mídia claramente foi apressada em suas opiniões, interpretando mal a declaração do ministro, criaram pânico no mercado. O próprio ministro depois fez um discurso na televisão nacional e também negou os rumores sobre a proibição.

Leia também  Vale a pena trocar Bitcoin por Altcoins para tentar economizar ou acelerar transações?

De acordo com os representantes das exchanges, o bitcoin praticamente não tem reconhecimento em todo o mundo como um meio oficial de pagamento, portanto, não sei de onde saiu essa “fake news”. Eles também chamaram a luta contra os crimes financeiros, um passo absolutamente adequado, e não importa se diz respeito a dinheiro fiat, bitcoin, ouro ou qualquer outro bem.

“Esta é a posição que quase todos os governos do mundo aderem, e consideramos a declaração de Jaytley como completamente neutra. Entender as palavras do ministro como uma proibição seria pelo menos estúpida, para os mais irresponsáveis“.

O co-fundador da ZebPay, Sandip Goenka, também concorda com a opinião de que a mídia interpretou mal as palavras do ministro e insiste que a exchange sempre apoiou a luta das autoridades contra o crime e as transações financeiras ilegais. Ele também lembrou que no ano passado, as exchanges locais ajudaram as autoridades a investigar o roubo de bancos e assegurou que a ZebPay, como outras instituições financeiras, ajudaria as autoridades a acompanhar as transações suspeitas.

Leia também  MinerWorld está sendo investigada pelo Ministério da prevenção da Lavagem de Dinheiro do Paraguai

O CEO da Coinsecure, Mohit Calra, assegurou aos usuários que a plataforma continua a funcionar no modo normal, recomendando a não ceder as “fake news” que espalham pânico e duvidas.

“Como o Sr. Jaitli disse, as autoridades vão lutar contra atividades ilegais usando bitcoin e outras criptomoedas. Isso não afeta nosso negócio. Eu quero aconselhar os usuários a não entrar em pânico e não vender ativos a preços baixos “, disse ele.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″

Synereo (AMP) capta mais de 2 milhões de dólares em apenas 6 horas após lançar campanha

A startup sediada em Tel-Aviv, em Israel, pretende ser mais do que apenas uma versão descentralizada do Facebook. A Synereo disse que a sua plataforma permite que qualquer pessoa possa construir…

0 Comentários

MinerWorld e D9 são investigadas no Paraguai por esquema de pirâmide financeira

O Banco Central do Paraguai (BCP) também se juntou à convocação para às alegações da Comissão de Valores Nacional (CNV) da investigação do sistema Ponzi (Pirâmide) no mercado, recentemente investigado…

8s Comentários