Domínio da exchange BTC-e foi apreendido pela justiça dos EUA

Em 28 de julho de 2017, o domínio BTC-e.com, pertencente a uma exchange de bitcoin, foi confiscado por seis agências de aplicação da lei dos EUA, incluindo o Serviço Secreto. Muitos proponentes internacionais de bitcoin estão questionando por que os EUA estão reivindicando jurisdição sobre uma exchange registrada em outro país (Europa).

Domínio da exchange BTC-e foi apreendido pela justiça dos EUA

Na semana passada, informamos sobre as acusações do Ministério da Justiça dos EUA (DOJ) contra o suposto operador da exchange BTC-e, Alexander Vinnik. A agência cobrou Vinnik com dezenas de contas de transmissão ilegal de dinheiro e lavagem de dinheiro. De acordo com a acusação Vinnik e a plataforma de negociação de bitcoin, BTC-e, ajudou a lavar mais de US$ 4 bilhões em fundos ilícitos desde 2011. Desde a prisão de Vinnik, o site BTC-e estava com uma página estática escrito “Em manutenção”.

Leia também  Bitcoin: Cuidado com a bolha dos US$10.000

Os Bitcoiners em todo o mundo se perguntaram o que aconteceria com a exchange que parou de funcionar alguns dias antes da detenção de Vinnik. De acordo com os encargos do DOJ, a plataforma de negociação enfrenta uma multa de US$ 110 milhões, mas ninguém tinha certeza se o site estava oficialmente fechado. Agora, os visitantes do site vêem um aviso de apreensão ao visitar o domínio. O site diz que a apreensão está de acordo com seu mandado e foi emitida pela Segurança Interna dos EUA, o DOJ, o Tesouro, a Inspeção-Geral e o Serviço Secreto dos EUA.

“Então eu simplesmente fui roubado pelo governo dos EUA?”

Claro, grande parte da discussão dos Bitcoiners em fóruns e mídias sociais foi sobre os EUA e sua jurisdição sobre esta exchange. Como muitos outros supostos crimes no passado com personagens bem conhecidos como Kim Dotcom, os EUA parecem pensar que podem cobrar qualquer pessoa ou organização mesmo que nunca tenham operado com o solo americano. Por exemplo, Alexander Vinnik era um nativo russo que passou algum tempo em Chipre, mas nunca viveu ou operou nos EUA. Em segundo lugar, o site BTC-e.com está registrado na Nova Zelândia.

Leia também  BitValor divulga novo relatório do mercado brasileiro de Bitcoin [Dez-2016]

Outro tópico em que as pessoas estão discutindo é a quantidade de fundos deixados na BTC-e por clientes que são completamente inocentes de quaisquer ações erradas. No momento, ninguém sabe quanto bitcoin foi deixado na exchange, mas as pessoas já estão reclamando de perdas nos fóruns. Alguns desses clientes não são dos EUA e pensam que é escandaloso que o país atue como a “polícia do mundo” mais uma vez. Um bitcoiner explica suas frustrações com os EUA ter simplesmente fechado o BTC-e;

“Então, eu simplesmente fui roubado pelo governo dos EUA? Tinha uma grande quantidade de poupança no BTC-e e parece que o governo dos EUA roubou isso de mim. 100% de fundos legais. Nem mesmo sou um americano.”

Via: Bitcoin.com
Tradução: Guia do Bitcoin

Leia também  Preço do Bitcoin decola! Valor chega próximo dos $3.000 em várias exchanges e preço congela no Brasil

Mantenha-se informado sobre os principais acontecimentos do Bitcoin no mundo:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556

Bitcoins no seu e-mail

Digite o seu e-mail

Junte-se a 18.061 outros assinantes

7 Comentários






  1. Pois é… A verdade é que não se tem informação concreta quando os fatos são informados através da internet… Parece que todos estou se comportando como se fossem robôs programados… Eu por exemplo estou acompanhando até o PING do site, e a cada 8 horas uma nova mensagem aparece… Eu perdi $128, alguns muito mais. Sou franco, não gosto dos estadunidenses. Bitcoin é uma piada… e ainda tem estadunidense dizendo que a moeda chegara a valer $10.000. Olha ai os suspeitos…

    Responder

    1. A regra é simples meu camarada: Matenha suas moedas onde você detenha controle! Use uma carteira local em uma máquina que não acesse a internet, em uma instalação nova, use carteiras de papel… dê um jeito, só não deixas guardadas na carteira de um site na Rússia!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *