Doações: como a blockchain pode direcionar bilhões para aliviar desastres?

0 Comentários

“Voluntariar-me para ajudar após uma catástrofe com um vulcão me fez perceber por que precisamos de criptomoedas”

Em 3 de junho de 2018, o vulcão Fuego, na Guatemala, entrou em erupção como nunca tinha entrado antes. Aqueles que moram lá estavam acostumados ao vulcão em erupção – ele faz isso a cada 20 minutos todos os dias. Mas desta vez foi diferente.

Ele enterrou aldeias. Ele fechou o aeroporto na Cidade da Guatemala. Ele matou centenas de pessoas (oficialmente reconhecido). Não oficialmente … matou milhares! O evento colocou a Guatemala nas notícias internacionais, algo incomum para o pequeno país da América Central.

(BBC) “Fogo a cerca de 40 quilômetros a sudoeste da capital da Guatemala vomitou rocha, gás e cinzas no céu.”

(CNN) “As imagens mostram uma cidade enterrada, quase obliterada, pela erupção vulcânica mortal de domingo na Guatemala.”

Primeiro: as pessoas que não foram feridas pela destruição correram para checar se seus entes queridos que estavam na zona de perigo estavam bem.
Em segundo lugar: as pessoas que não foram feridas procuram uma maneira de ajudar as outras.

As doações começaram a fluir imediatamente

Apesar da pronta disposição de alguns em ajudar, enviar doações entre fronteiras não é tão simples quanto você imagina. Doações de material são tributadas. São importações, afinal.

As pessoas querem ajudar. Elas querem que o dinheiro vá para os lugares onde ele é mais necessário. Mas as organizações de grande porte têm registros instáveis sobre as doações. Problemas com roubos dentro das organizações, custos ou despesas gerenciais questionáveis e outras acusações de corrupção são comuns, infelizmente. Por isso, doadores individuais procuram outras opções para ajudar de forma mais efetiva.

A opção mais eficiente é conseguir dinheiro para alguém no chão. Quem melhor do que alguém que você conhece pessoalmente?

Centenas de páginas do “GoFundMe” foram criadas durante a noite. Ao procurar por “Fuego Volcano” no GoFundMe, existem 769 resultados. 769 fundos separados. Outro 585 quando a busca é por “Volcán de Fuego”. Depois, há os fundos iniciados em alemão e outras línguas. Centenas de milhares de dólares em milhares de fundos.

Sistema tradicional: taxação em cima de

O GoFundMe é fácil de ser configurado, mas não é gratuito. Eles cobram 2,9% mais processamento de pagamento de US$ 0,30 para doações de cartão de crédito e débito.

Exemplo: uma doação única de US$ 1.000 será deduzido o valor de US$ 29,30. Isso pode não parecer muito, mas acrescenta-se rapidamente e esses dólares percorrem um longo caminho na Guatemala. Você pode comprar de 25 a 35 tortilhas (comida típica da região) por US $ 1. Se as doações chegarem através de denominações menores, haverá ainda mais . Isso é um monte de tortillas!

Leia também  Argentina lidera ranking de países com maior potencial em aceitar Bitcoins

Depois, houve as transferências via PayPal. Eles são gratuitos entre os residentes dos EUA, mas não entre nações. e são serviços de remessa comumente usados ​​que também cobram taxas exorbitantes.

Fraudes em doações

Além de tudo, quando não há transparência, a corrupção pode desviar uma porcentagem das doações. Mesmo os Estados Unidos, que estão em 16/180 na escala da corrupção (segundo a Transparency International), descobriram que até US$ 1,4 bilhão dos US $ 6 bilhões em federal para vítimas dos furacões Katrina e Rita em 2005 foram fraudados ou usados de maneira imprópria. pagamentos. Pense em como os números são piores para países com classificação muito menor!

Na época, se tivesse ocorrido a mim usar Criptomoedas como uma opção, eu poderia ter começado um fundo eu mesmo. Eu estava lá, afinal de contas, mas eu não sabia como. Agora eu sei que uma carteira de moedas digitais é fácil de configurar. É um código único. É como um endereço de e-mail ou número de conta bancária. Seria fácil compartilhar para receber doações.

Leia também  Alguns sites para acompanhar o andamento de uma transação Bitcoin

Mas agora eu tenha mais consciência e você também deve ter!

Novos sites como Giveth e Alice estão trabalhando para tornar o processo tão fácil quanto o GoFundMe sem as taxas, onde você pode doar por conta própria. O Giveth está construindo e capacitando comunidades e possibilitando novas maneiras de fazer a diferença.

A Alice é uma plataforma que traz transparência ao financiamento social através da tecnologia .

Ao usar novas ferramentas revolucionárias, você pode configurar uma carteira e receber doações controladas por uma blockchain de qualquer pessoa, em qualquer lugar! Não sabe como? Busque aprender, há vários cursos voltados para iniciantes).

Se você quiser saber mais sobre como as Criptomoedas podem ser usadas para resolver os principais problemas para os 2 bilhões de pessoas sem uma conta bancária, ou bilhões de trabalhadores migrantes no mundo, estude e se envolva! Eu não sabia que essas moedas eram uma opção para isso antes, quando eu estava na Guatelama ajudando aquelas pessoas, mas agora faço isso e estou trabalhando para alcançar as pessoas que mais precisam. Meu papel é ensinar, traduzir e desenvolver currículo multilíngue para ensinar aos refugiados e pessoas sem contas bancárias como enviar e receber Criptomoedas.

Este artigo foi escrito por Molly Malone (Fonte)