Divisão na MyEtherWallet: O que realmente aconteceu?

0 Comentários

Os desentendimentos entre os fundadores de , que se tornaram conhecidos alguns dias atrás, levaram ao surgimento de rumores contraditórios e não muitos relevantes na comunidade. No entanto, o serviço continua a funcionar com o mesmo nome e com a mesma base de usuários, embora sem uma empresa oficialmente registrada.

A história começou a se desenvolver depois da noite de sexta-feira, 9 de fevereiro, a conta oficial do Twitter MyEtherWallet mudou seu nome para sem aviso prévio. Muitos usuários sugeriram que a conta foi invadida, mas logo ficou claro que ela representa o mesmo produto, e alguns desenvolvedores realizaram o “fork” do projeto e rebranding.

O tweet foi publicado em nome de Taylor Monahan ( tayvano ), um dos co-fundadores do projeto, e também continha um link para um blog, que descreve a história da criação do MyEtherWallet.

Leia também  Por que a entrada de investidores institucionais transformará o mercado das criptomoedas

No entanto, o fato de o site MyEtherWallet ter permanecido sob o nome anterior e não mencionou nada sobre o renomeamento, deixou muitos usuários com a pulga atrás da orelha. E dado o crescente número de hacks de conta e ataques de phishing que circulam no cripto-universo, os motivos do alarde eram compreensíveis.

Taylor Monahan confirmou mais tarde que o site MyCrypto é verdadeiro, conforme podemos ver numa publicação no Reddit. Um dia após ao evento envolvendo a conta no twitter, o outro co-fundador da MyEtherWallet Kosala Hemachandra apresentou sua própria versão dos acontecimentos.

“Por razões que não posso divulgar, nossa parceria [com Taylor Monahan] chegou ao fim. No entanto, ontem durante esse processo, a conta Twitter MEW (myetherwallet) foi alterada de @myetherwallet para @mycrypto, deixando dezenas de milhares de seguidores assustados. Foi realmente inesperado, e ainda estou tentando encontrar um motivo para isso, e estou pensando em como essa questão pode ser resolvida “, escreveu Hemachandra.

Apesar da falta de previsibilidade de ambos os lados do conflito, hoje a situação é a seguinte:

  • MyEtherWallet e MyCrypto existem em paralelo, oferecendo serviços praticamente idênticos
  • Pelo menos 10 ex-funcionários da MEW, incluindo Taylor Monahan, estão trabalhando no MyCrypto. Hemachandra confirmou no Reddit que a maioria dos funcionários foi para o MyCrypto, enquanto o mycrypto afirma que seu projeto conta com 20 pessoas.
  • O MyCrypto tem mais de 80.000 seguidores que anteriormente se inscreveram na conta MEW. A nova conta MyEtherWallet atualmente possui cerca de 7.000 seguidores.
Leia também  As 5 melhores carteiras (wallets) de Ethereum

Ambas equipes também emitiram garantias de que pretendem continuar trabalhando nas inovações, qualidade e segurança de seus projetos. Uma vez que os usuários têm acesso às suas chaves privadas, na teoria eles podem usar ambos os serviços, incluindo carteiras de hardware. O último, no entanto, precisa de confirmação adicional.

“Agora você tem uma escolha: use MEW ou MyCrypto. O time que reuni construirá e desenvolverá a MyCrypto e sua infraestrutura. Faremos o nosso melhor para apoiar aqueles que precisam de ajuda, independentemente do produto que usem” , diz Taylor Monahan.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

 

Leia também  Irmãos Winklevoss sugerem criar uma organização auto-reguladora para as criptomoedas