Depois do lançamento de negociações de futuros de Bitcoin, CBOE solicita 6 ETFs de bitcoin

0 Comentários

A Chicago Board Options Exchange (Cboe) protocolou com a US Securities and Exchange Commission (SEC) a solicitação de 6 ETFs de futuros de bitcoin.

De acordo com o site da Cboe,  a empresa apresentou alterações nas regras propostas que permitiriam listar os seguintes ETFs: o ETF da First Trust Bitcoin Strategy, o ETF da Inverse Bitcoin Strategy da First Trust, o ETF GraniteShares Bitcoin, o ETF GraniteShares Short Bitcoin, o REX Bitcoin Strategy ETF e REX Short Bitcoin Strategy ETF.

As propostas de alterações de regra foram enviadas a SEC entre 15 de dezembro e 19 de dezembro.

A velocidade das solicitações é interessante, pois a Cboe lançou seus primeiros contratos de futuros bitcoin há 11 dias, e a primeira solicitação a ETF veio apenas alguns dias depois.

A diferença destas ETFs com as anteriores é que, os seis em questão rastreiam o desempenho da negociação de futuros de bitcoin, em vez do valor do próprio bitcoin.

Os irmão e investidores Cameron e Tyler Winklevoss, enfrentou repetidas oposições da SEC, pois a solicitação que faziam junto a SEC, era de uma ETF baseada no valor do bitcoin.

Agora é com a SEC, todos estão atentos a sua decisão, a luz do lançamento de negociações de futuros de bitcoin da Cboe, bem como o lançamento do fim de semana passada pelo CME Group.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.