“Deixe seu Dislike”: Youtuber recebeu pagamento do Banco central polonês para criticar criptomoedas

0 Comentários

De acordo com um post publicado na rede social Reddit, o Banco Central da  pagou secretamente o  famoso no país, para dedicar um vídeo que expusesse o lado negativo do uso das criptomoedas.

Marcin Dubiel, usuário da rede social  YouTube que tem cerca de um milhão de assinantes em seu canal, publicou durante o mês de dezembro do ano passado um video intitulado “STRACIŁEM WSZYSTKIE PIENIĄDZE?” (Perdi todo o meu dinheiro?!), Em que ele dramatiza uma situação em que ele perde uma grande quantidade de dinheiro, mesmo após o aumento dos preços das criptomoedas que ele possuía, mas devido a uma série de dificuldades por não poder usar suas criptomoedas como um meio de , veio uma grande desvalorização e o valor de suas criptos caiu drasticamente, fazendo-o perder dinheiro.

Leia também  SegWit: Usuário movimenta 40.000 BTC pagando US$ 1 de fee

Embora não haja problemas nas críticas de qualquer pessoa, o que gerou uma forte rejeição pelos membros da comunidade, é que o vídeo de Dubiel foi o produto de um pagamento feito pelo Banco Central da Polônia, e no vídeo não foi informado esse acordo de publicidade, sendo assim as pessoas que viram o material pensaram que essa era sua opinião.

De acordo com informações publicadas pela agência de notícias CryptoVibes.com, o usuário do YouTube foi contatado por representantes do Banco Central da Polônia e recebeu um pagamento de 90.000 zł (USD $ 30.000) em troca de sua cooperação com a Autoridade para a Supervisão financeira na Polônia, que pediu a Dubiel que mostre ao público através de seus vídeos as conseqüências negativas associadas ao uso das criptomedas.

Leia também  Peter Thiel acredita no bitcoin e afirma que será o "equivalente on-line ao ouro"

Não é segredo para ninguém que os bancos centrais são contra o uso das moedas digitais precisamente porque representam uma mudança no paradigma econômico. No caso do Banco Central da Polônia, a instituição financeira admitiu publicamente que “realizou campanhas de mídia social para aumentar a conscientização sobre o uso das moedas digitais” , pois as vêem como investimentos arriscados que não oferecem garantias reais de funcionamento como dinheiro eletrônico.

A situação é especialmente complicada do ponto de vista jurídico, para o governo da Polônia e para muitas outras nações, é considerado ilegal que instituições desse tipo participem de “campanhas comerciais” voltadas para cidadãos.

Em relação ao vídeo publicado por Dubiel, o material foi reproduzido mais de 515,000 vezes, registrando mais de 16,000 pontuações positivas e 6,000 classificações negativas. Entre os comentários, pode-se encontrar algumas críticas que apontam para as cenas que não refletem de forma a realidade de que muitas pessoas vivem dos benefícios através dos lucros gerados  pelas criptomoedas.

Leia também  Responsável por exchange ilegal de Bitcoin Coin.mx é sentenciado à prisão

Se você quiser ver o vídeo publicado por Dubiel, você pode vê-lo abaixo: