CVM proíbe fundos de investimento de trabalhar com criptomoedas

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão que regula o mercado de ativos no Brasil, emitiu documento (leia na íntegra aqui) através do qual proíbe a compra de moedas virtuais por fundos de investimento. O ofício foi publicado nesta sexta-feira (12).

De acordo com a autarquia, criptomoedas não podem ser categorizadas como ativos financeiros; sendo assim, não é permitido adquiri-las diretamente através de fundos de investimento.

De acordo com Daniel Maeda, Superintendente de Relações com Investimentos Institucionais, ainda não se chegou a uma conclusão com relação à natureza jurídica e e econômica destas modalidades de investimento. O superintendente menciona, também, o projeto de lei nº 2.303/2015, o qual pretende criminalizar a operação com criptomoedas no país.

 

Suspeita de pirâmide

A CVM informou que a Minerworld não tem autorização para oferecer investimentos no Brasil. A empresa foi, também, vítima de denúncia por parte da Comissão Nacional de Valores (CNV), sediada no Paraguai, a qual traz à luz suspeitas de embuste e crimes contra a economia popular, conhecido como esquema ponzi (esquema de pirâmide). No presente momento, a denúncia foi encaminhada às autoridades policiais competentes do estado do Mato Grosso do Sul para investigação aprofundada sobre as inúmeras denúncias sofridas pela empresa.

Leia também  Regulador Chileno diz que moedas digitais de bancos centrais "estão a muitos anos distantes"

De acordo com Cícero Saad, suposto presidente da empresa (áudio aqui), a Minerworld desenvolveu a Miner360, uma nova plataforma que tem como principal objetivo criar um plano de pagamentos para pagar aquilo que deve aos afiliados. No áudio, no entanto, não é informado de que forma isso seria feito. A Minercash (MCash), criptomoeda criada pela empresa, é utilizada como meio de pagamento a afiliados de acordo com determinados critérios internos no lugar de outras já consolidadas, como o bitcoin.

loading...

Governo dos EUA arrecada $48 milhões com a venda dos Bitcoins apreendidos no Silkroad

O governo dos EUA finalmente colocou as mãos no dinheiro do Silk Road, foram $ 48 milhões de dólares obtidos com a venda dos bitcoins confiscados, no site de mercado…

1 Comente

Índia: Ministério das finanças do país compara o Bitcoin a esquemas ponzi

  Em um comunicado publicado hoje, o Ministério das Finanças da Índia alertou os investidores quanto aos riscos associados à criptografia comercial, chegando a comparar o Bitcoin a “esquemas Ponzi”. A declaração é…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link