Urgente: CVM proíbe Atlas Quantum de oferecer seus serviços (Atualizado)

9s Comentários

A Atlas Quantum, empresa de investimento em criptomoedas, acaba de ser proibida pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) de oferecer investimentos através de bots de negociação (o principal produto da Atlas).

A decisão foi publicada nesta terça-feira, no site oficial da CVM.

A Atlas é conhecida dentro do criptomercado brasileiro por trabalhar com a arbitragem automática através de robôs de negociação.

A empresa não prometia lucro fixo, rendia menos de 1% ao dia. Isso sempre a diferenciou de outros projetos, considerado por muitos como sendo esquemas de ponzi, dando credibilidade ao histórico da empresa.

Apesar de ser considerada uma empresa confiável por muitos membros da comunidade, a falta de uma auditoria de segurança independente em suas carteiras preocupava muitos.

Aliás, uma auditoria confiável, feita por terceiros independentes, é algo que muitos clientes e investidores vinham pedindo para a plataforma.

Segundo a CVM, a modalidade de aplicação oferecida pela empresa se assemelha aos Contratos de Investimento Coletivo (CIC), que precisam ser submetidos à CVM – o que a Atlas não fez.

Como é padrão, o comunicado traz a proibição da empresa (com todos os seus nomes) de oferecer serviços no território brasileiro.

“A Comissão de Valores de Mobiliários (CVM), por meio da Deliberação CVM 826, comunica ao mercado e ao público em geral que Atlas Serviços em Ativos Digitais LTDA, Atlas Proj Tecnologia Eireli, Atlas Services – Serviços de Suporte Administrativo e de Consultoria em Gestão Empresarial LTDA, Atlas Project International Ltd., Atlas Project LLC e Rodrigo Marques dos Santos não estão autorizados pela Autarquia a ofertar títulos ou contratos de investimento coletivo cuja remuneração estaria atrelada ao resultado dos esforços das empresas na negociação de criptoativos por meio do algoritmo intitulado ‘Quantum’”.

Segundo a CVM, o órgão disse que constatou que a Atlas, através do aplicativo de arbitragem Quantum, estava oferecendo em seu site e redes sociais oportunidade de investimento cuja remuneração estaria atrelada ao resultado dos esforços da empresa na prestação de serviço de negociação de criptoativos.

Segundo a CVM:

“Tais oportunidades de investimento configuram Contratos de Investimento Coletivo (CIC), nos termos do art. 2°, IX, da Lei n° 6.385, e, portanto, somente podem ser ofertadas publicamente mediante registro ou dispensa na CVM.”

A multa para o não cumprimento da suspensão é de $100 mil reais ao dia (Quase R$3 milhões por mês).

Atlas Quantum bloqueada pela CVM e agora?

Ainda é cedo demais para saber o que vai ser da Atlas Quantum nos próximos dias, porém, é provável que a liquidez da plataforma diminua.

Isso porque os clientes vão tentar sacar seus fundos antes que a plataforma possa bloquear as atividades (o que pode não acontecer em momento nenhum).

Curiosamente, recentemente a Atlas teve um grande investimento em marketing, com várias inserções de 30 segundos no horário nobre da TV aberta.

Aparentemente esse investimento pode ser prejudicado, já que com a falta de oferta de serviços, pode diminuir o número de clientes.

Vale lembrar que, apesar de estar registrada fora do Brasil, a CVM tem autonomia para proibir a atuação de companhias dentro do mercado brasileiro.

Atualização:

Em sua página oficial do Facebook  a Atlas informa que vai deixar de oferecer os serviço de arbitragem através de publicidade. Porém, a arbitragem continuará funcionando e nada mudou em relação aos saques, que funcionarão normalmente.

“Interrompemos a publicidade no Brasil e continuamos a operar, atendendo a nossos clientes normalmente. Informamos que a distribuição de rendimentos, saques e depósitos continuam funcionando como de costume.”, diz o comunicado.

A nota oficial termina dizendo que a empresa vai tentar reverter a decisão da CVM.

“Acreditamos no mercado de criptomoedas e na democratização da geração de patrimônio. Adotaremos as medidas necessárias para reverter a decisão e construir um ambiente regulatório saudável aos investidores do país.”

Veja também: Poloniex enfurece usuários com plano de recuperação do “incidente CLAM”

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Escreva um comentário

9 Comentários

Rendimento diário passa bem longe de 1%! Geralmente ele oscila entre 0,06% e 0,12%. Nada astronômico.

Noticia equivocada, a proibição da CVM é em relação a publicidade e divulgação do produto Quantum e não a proibição de arbitragem

O Brasil não tem jeito mesmo! Fazem de tudo para que a população jamais prospere, com certeza são os malditos bancos que ficam pressionando, para evitar que pessoas consigam ter sucesso e prosperar na vida. Deveriam deixar a atuação, cada um investe se quiser, ninguém é obrigado a colocar os Bitcoins na plataforma. Mas é tudo para isso: para o povo permanecer na m*rd*!

A proibição diz respeito apenas a oferta públicas (propaganda). Não afeta a atuação.

Por decisão desta que a CVM abre portas para as empresas irregular se fortalecer no Brasil, o mercado quer empresa neste seguimento, deixa o mercado livre! Quem manda nesta CVM é os banqueiros ou o mercado?

Enquanto existem reclamações diárias na B3, irregularidades onde panos são passados, a CVM faz um baita barulho por nada com a Atlas.
Acho que tem banqueiros incomodados.

Bom dia, gostaria de saber porque foi retirado do site a Reportagem informando sobre as 5 opções de bots de 2019?

Infelizmente os Bots estavam gerando mais prejuízo que lucro para os usuários

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.