Responsável por criptomoeda Kin demite todos os seus funcionários

0 Comentários

A Kik Interactive Inc., desenvolvedora do popular aplicativo de mensagens Kik, está considerando encerrar o seu aplicativo. As informações vieram de duas pessoas familiarizadas com o assunto que conversaram com o Calcalist sob condição de anonimato.

A empresa está transferindo todos os usuários do aplicativo para plataformas alternativas, disseram as fontes. Inicialmente, essa mudança está afetando diretamente o projeto de criptomoedas Kin.

Os 70 funcionários da Kin, subsidiária israelense de criptomoedas da Kik, receberam avisos de demissão na segunda-feira.

Segundo as informações das fontes anônimas, para alguns funcionários foi oferecido a opção de transferência para uma nova empresa que atua na mesma área tecnológica.

A Kik foi fundada em 2009 por vários estudantes canadenses. O aplicativo foi lançado em 2010, conquistando um milhão de usuários em duas semanas.

O sucesso imediato fez com que vários investidores apoiassem a startup. Entre os grandes nomes temos a Tencent Holdings Ltd., sediada na China, Union Square Ventures e a Spark Capital.

Após várias rodadas de investimento, a Kik realizou uma ICO da sua criptomoeda chamada Kin em setembro de 2017. Durante a ICO, a companhia conseguiu arrecadar cerca de US$98 milhões.

A Kik lançou seu token virtual Kin em 2018 com o objetivo de criar um ecossistema de serviços digitais descentralizado para empresas que operam online.

Apesar do sucesso inicial da Kin, o token perdeu a maior parte de seu valor, sendo negociado hoje a US$0,000011. Uma perda de 88% no Retorno do Investimento (ROI).

A operação israelense da Kin foi baseada na aquisição da empresa de comunicações de Tel Aviv, Rounds Entertainment Ltd, ainda em 2017.

Os detalhes financeiros da negociação não foram divulgados, mas foi estimada na época sendo em um valor de US$60 milhões a US$80 milhões. Ou seja, quase todo o valor levantado durante a ICO.

Em uma thread no subreddit da Kin Foundation, o gerente de comunicações da empresa, Kevin Ricoy, aparentemente confirmou pelo menos parte dos relatórios da Calcalist, e disse que informações adicionais seriam disponibilizadas em breve.

“Posso confirmar que uma reestruturação está acontecendo. Uma declaração oficial com mais informações será divulgada em breve. A Kin Foundation não está sendo desativada e o desenvolvimento do ecossistema Kin continuará”, afirmou.

Infelizmente, muitas pessoas tentaram apostar no sucesso meteórico da Kin para conseguir lucro com a alta da moeda. Há um tempo que ela apenas perde valor, agora é possível que o investimento quebre de vez.

Veja também: Chance do Bitcoin cair abaixo dos 7 mil dólares é baixa

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.