Criador da Litecoin, Charlie Lee, sai da Coinbase para focar em sua moeda digital

O criador da Litecoin, Charlie Lee, disse nesta sexta-feira (09) que já não trabalhará mais para a Coinbase. Ele está deixando a empresa para se concentrar em sua criação, a Litecoin. Esta notícia surge como uma surpresa bem-vinda para a comunidade de Litecoin, que está entrando em uma nova fase de maturação, já que recentemente a SegWit foi ativada na moeda digital.

O tweet de Lee foi curto, mas otimista. Ele disse: “hoje é o meu último dia na @coinbase! Sinto falta de trabalhar com todos vocês. Agora eu vou mudar meu foco para a Litecoin. Para a Lua! “Na maior parte, esta decisão foi inesperada. No entanto, acabou sendo uma decisão importante para o fundador, já que o ecossistema Litecoin procurará crescer e mudar de acordo com o interesse de cada participante envolvido.

Leia também  "O Bitcoin é a minha maneira de resistir ao socialismo do século XXI", diz professor

Litecoin + Lee de volta = preços até a Lua?

Uma vez que o ecossistema da Litecoin anseia por crescimento e a capacidade de ser mais competitivo com outras criptomoedas, a volta de Lee à cena é um evento extraordinário. É o “timing” perfeito para isso, já que o uso do Segwit está sendo testado. A comunidade pode precisar de uma liderança forte e viável para navegar em todas as águas turbulentas enquanto o horizonte volta ao foco.

A maioria da comunidade Litecoin concordou que ativar o Segwit era o curso correto a se tomar para a manutenção e escalabilidade de curto prazo da Litecoin.

Com isso acontecendo, todos na comunidade provavelmente olharão para Lee buscando por orientação e sabedoria. Será interessante ver até onde a Litecoin vai a partir daqui. Poderia ir realmente “para a lua”? Deixe sua opinião.

Leia também  A mineração em nuvem é lucrativa?

Via: Bitcoin.com
Tradução: Guia do Bitcoin

Investor Bilionário aloca 10% de toda a sua poupança de vida em Bitcoin e Ethereum

Mike Novogratz, um investidor Bilionário de hedge funds, que esteve na lista de bilionários da Forbes em 2008, revelou que ele detém 10% de seu patrimônio líquido em Bitcoin e…

0 Comentários

“Estava errado, confesso, agora entendi o bitcoin mas ainda não o comprei”, diz Howard Marks

Em seu memorando mais recente, o gerente do fundo de Oaktree compartilha que ele se reuniu com seus colegas e vários outros especialistas afim de entender melhor o assunto das…

0 Comentários