Mais uma vez, Craig Wright usa provas falsas para “provar” que criou Bitcoin

4s Comentários

Mais uma vez, ao tentar provar que é o criador do Bitcoin, Craig Wright acabou criando mais provas contra a sua honestidade.

No dia 18 de agosto, um artigo foi enviado por Wright para um banco de dados chamado Provedores de Pagamentos e Intermediários, conforme definido na Lei da Internet.

A data de submissão foi removida, mas o artigo é datado de 2007, mostrando a primeira linha do white paper original da Bitcoin. O tal suposto documento que prova que Wright criou o white paper do Bitcoin diz:

“De forma similar à internet, uma versão puramente peer-to-peer do dinheiro eletrônico permitiria que pagamentos online fossem enviados diretamente de uma pessoa para outra sem nenhum intermediário.”

Segundo a defesa de Wright, esse documento prova que ele criou o Bitcoin, já que escreveu o white paper.

Mesmo que essa informação validasse realisticamente as alegações de Wright, demorou menos de 24 horas para que o documento fosse supostamente desmascarado.

Peter McCormack, que já foi processado por Wright em um processo que o acusou de difamação, descobriu alguns fatos interessantes sobre o tal documento.

McCormack baixou a única versão arquivada do documento. Ele ressaltou que a única versão desse documento era encontrada no Archive.org (Internet Wayback Machine) no dia 18 de agosto de 2019.

Ao examinar os metadados do arquivo, McCormack notou que o documento foi criado utilizando o Microsoft Office 365. O que é um dado totalmente contradizente com as alegações de Wright.

Isso porque o documento foi criado no Microsoft Office 365 e essa versão da suite de programas da Microsoft não existia em 2007, data da suposta criação do arquivo apresentado como prova. No entanto, Wright afirma que este documento é exatamente o mesmo de 2007.

Mas, como acabamos de falar, isso é impossível com a versão do Office apresentada nos metadados. Incrivelmente, essa não é a primeira vez que Craig Wright é desmentido pelo Office.

Em julho deste ano, Wright apresentou documentos como parte do julgamento no caso Kleiman. A sua defesa então apresentou uma série de documentos que eram supostamente de uma data específica. No entanto, ao usar uma versão da fonte Calibri, que não estava disponível até 2015, os documentos de Wright foram novamente expostos como sendo de produção impossível.

McCormack, que atualmente está sendo processado por Wright por alegar que ele não é Satoshi, até chegou a ironizar as tentativas de Craig Wright.

“Um golpista tão amador…por que você está me processando mesmo?”

Veja também: Waves anuncia sua plataforma de Games, o Item Market!

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.