Correção de mercado: Bitcoin, Etherereum e diversas criptomoedas sofrem grande queda

A grande “correção das criptomoedas” há muito aguardada finalmente chegou?

Certamente, havia ampla evidência para sugerir que a resposta era sim hoje, já que tanto as criptomoedas grandes como as pequenas sofreram perdas generalizadas, um declínio que os analistas atribuíram à tomada de lucro de investidores veteranos.

No geral, a capitalização de mercado total das criptomoedas caiu para US$ 91,4 bilhões, um declínio de mais de 20% em relação ao máximo histórico de US$ 117,2 bilhões, alcançado em meados de junho, e abaixo de 13% do dia aberto em US$ 105,3 Bn.

No momento da postagem, as 20 principais criptomoedas, classificadas pela sua capitalização de mercado, sofreram quedas nas últimas 24 horas, de acordo com dados da CoinMarketCap.

Charles Hayter, co-fundador e CEO da plataforma CryptoCompare, afirmou em seus comentários que o declínio foi evidência de como o hype impactou os mercados no final.

Com os meios de comunicação que retratam o mercado como um “impulsionado por ganhos fáceis”, os investidores foram atraídos, disse ele, mas não sabiam “no que estavam entrando”.

No momento da postagem, o bitcoin caiu 7% no dia, enquanto o Ethereum, o recurso digital que alimenta a blockchain do Ethereum, caiu quase 20%.

Fazendo lucro na maré vermelha

Outros traders fizeram comentaram que outros traders estavam mostrando um apetite pela tomada de lucro.

Brad Chun, diretor de investimentos da Shuttle Fund Advisor, apontou para a tomada de lucro, enfatizando que ele acredita que os traders veteranos estão usando o declínio para bloquear os ganhos feitos nas semanas anteriores.

Além de tomar essa ação específica, alguns traders estão reequilibrando suas carteiras, disseram analistas.

“As pessoas estão convertendo criptomoedas para fiat”, disse Hayter.

O gerente de hedge funds do investidor e crypto Tim Enneking ofereceu detalhes adicionais, enfatizando que, embora alguns traders adotem as criptomoedas, outros também negociam moedas fiat, um fator que poderia ter desempenhado esse papel. Sem contar que muitos desses traders não ficam em longas posições nessas moedas.

Leia também  Banco da Rússia é um dos principais apoios da Petro a nível internacional

Ele disse:

“Algumas pessoas negociam apenas cripto, outras negocaim ambas, e isso pode ser um momento para se diversificar”.

Bitcoin é como “o dólar das criptomoedas”

Outro fator que um punhado de traders apontou foi que as criptomoeda às vezes se seguem em termos de seus movimentos de preços.

Hayter enfatizou o papel fundamental desempenhado pelo impulso, dizendo:

“Os mercados se movem em sincronia e quando a venda é o principal impulsionador de impulso – os comerciantes seguem o líder”.

Enquanto as criptomoedas nem sempre se movem juntas, elas parecem ter se movido juntas hoje.

“Estamos testemunhando a forte correlação entre o Bitcoin e outras criptomoedas”, observou Enneking. “Quando acontece uma grande queda no Bitcoin, como já vimos nas últimas 48 horas, há uma tendência dele levar o resto do mercado junto”.

O fim de um rali?

Mesmo depois de atingir o mínimo atual de US$ 91,4 bilhões, o limite de mercado de todas as criptomoedas aumentou mais de 400% no acumulado do ano.

Depois de experimentar ganhos tão nítidos, é “saudável” para as criptomoedas “fazerem uma pausa”, Enneking disse.

O fundador da Redwood City Ventures, Sean Walsh, talvez melhor resumiu o humor otimista, concluindo:

“Todos os investimentos, mesmo os bons, como as criptomoedas, têm uma taxa de respiração. Eles tendem a” respirar “periodicamente durante a sua inexorável marcha ascendente no preço e seguindo sua adoção”.

NO PANIC!

loading...

Snapcard chega ao Brasil trazendo soluções em pagamento via Bitcoin para o E-commerce

Empresa aposta no potencial do uso da moeda digital no País. Atualmente, mais de 15 mil comerciantes brasileiros já aceitam Bitcoin como forma de pagamento. A Snapcard, empresa especializada em…

0 Comentários

Operadora de telecom no Brasil passa a aceitar Bitcoin para recarga de celulares

A Algar Telecom, um grupo com mais de 60 anos atuando nas áreas de Telecomunicações e TI, e presente nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná,…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link