Especialistas: “Coreia do Norte está usando Bitcoin para evitar sanções dos EUA”

0 Comentários

king-jon-un-e-donald-trump

Dois especialistas financeiros sediados em Washington dizem que a Coréia do Norte está usando cada vez mais Bitcoin e criptomoedas para escapar das sanções dos EUA.

De acordo com Lourdes Miranda, investigadora de crimes financeiros especializada em coleta e análise de inteligência, e Ross Delston, perito especializado em lavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo, Pyongyang está criando sua própria criptomoeda e provavelmente também está usando criptomoedas populares, como o Bitcoin.

De acordo com Priscilla Moriuchi, uma ex-autoridade de segurança cibernética da NSA, a Coreia do Norte está ganhando cerca de US$ 15 milhões a US$ 200 milhões pela mineração e venda de criptomoedas. Falando ao The Hill no início deste ano, Moriuchi disse:

“A Coréia do Norte tem buscado outros caminhos para obter criptomoedas também, incluindo mineração de bitcoin e Monero, resgate pago em bitcoin do ataque global da WannaCry em maio e até mesmo comissionamento de uma classe de criptomoedas para estudantes norte-coreanos em novembro.”

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.