Constantinople ganha nova data de implementação

0 Comentários

O Hard fork Constantinople ganhou uma nova data de lançamento. Segundo o desenvolvedor Péter Szilágyi, a atualização vai ser feita quando a rede alcançar o bloco número 7,280,000. A estimativa é que o bloco seja alcançado entre os dias 26 e 28 de fevereiro.

A proposta para a nova data foi feita durante um encontro entre os principais desenvolvedores da rede. Vitalik Buterin, criador da rede Ethereum, estava presente na reunião. Para quem não se lembra, o Constantinople estava marcado para ter início no dia 16 de janeiro, porém, a empresa de segurança ChainSecurity informou que uma das mudanças deixaria a rede vulnerável.

Após serem informados sobre a vulnerabilidade do Constantinople, os desenvolvedores decidiram adiar a implementação para poder evitar quaisquer riscos à rede.  A hard fork, agora com nova data, vai ser implementada sem a Proposta de Melhoria do Ethereum (EIP, na sigla em inglês) que causaria o suposto efeito. A melhoria vai ser retrabalhada e implementada em uma futura atualização.

Agora o Constantinople vai ser implementado em duas partes ao mesmo tempo. A primeira atualização vai incluir todas as cinco EIPs e uma segunda atualização vai especificamente remover o EIP 1283 (que tem a vulnerabilidade).

A estratégia foi sugerida pelo próprio Szilágyi e tem como principal objetivo garantir que todas as redes testadas possam implementar o upgrade Constantinople sem precisar refazer nenhum bloco no futuro.

“Minha sugestão é definir duas hard forks, o Constantinople vai continuar como está e depois um patch fará a atualização para desativar a ferramenta. Ao ter as duas forks, todo mundo vai atualizar e depois receber um downgrade, por assim dizer.”, explicou Szilágyi.

A reativação do Constantinople o mais cedo possível foi mais do que necessária, considerando a bomba de dificuldade que está ativada na rede do Ethereum. A bomba é um código dentro da blockchain que está aumentando o tempo dos blocos com o tempo. A ideia do código é incentivar a transação para um consenso de Proof-of-Stake (PoS), porém, muitos argumentam que a dificuldade está atrapalhando a rede.

No Constantinople, uma das EIPs (EIP 1234) vai atrasar a bomba de dificuldade por 12 meses, dando o tempo necessário para que o consenso de PoS seja implementado à prova de falhas. Atrasar a hard fork com uma atualização tão crucial poderia significar a perda de interesse na rede e a desvalorização das criptomoedas.

Conheça mais sobre o Constantinople e as suas modificações propostas!

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.