Você conhece esses termos utilizados no mercado das criptomoedas?

0 Comentários

O das é recente e muita gente ainda está aprendendo o que significa Bitcoin. No entanto, fora do Brasil, este é extremamente aquecido e já possui até algumas gírias, que são utilizadas a todo o momento pela mídia, pelos investidores, por youtubers. Por conta disso, separamos os termos mais utilizados para que você não fique por fora quando se deparar com essas expressões.

 

  1. – É a forma escrita errada da palavra hold, que significa segurar. No mundo das criptomoedas o termo é utilizado para se referir àqueles investidores que não vão vender suas moedas, pois acreditam que a moeda tem grande potencial de crescimento. É muito usado quando há uma grande correção do mercado e muitos assustados querem vender suas moedas, mas você deveria apenas HODL!!!

 

  1. FOMO – É um acrônimo para as palavras “fear of missing out”, que significa “medo de ficar de fora”. Refere-se àqueles investidores que querem entrar numa moeda que está tendo uma muito alta e, por medo de ficarem de fora desse movimento, irão comprá-la num momento em que ela está excessivamente valorizada. Portanto, evite o FOMO.
Leia também  Pizzas compradas em 2010 por 10 mil Bitcoins valeriam "alguns" milhões de dólares hoje

 

  1. FUD – Outro acrônimo para as palavras “medo (fear), incerteza (uncertainty) e dúvida (doubt)”. O mercado das criptomoedas é infestado de notícias a todo o momento. Portanto, a moeda que você possui e acredita que tem um grande potencial pode estar sendo mal falado por um importante personagem do mercado. Assim, podem estar espalhando FUD a respeito de uma moeda. Foi o que fez Jamie Dimon sobre o Bitcoin quando falou que a moeda era uma fraude.

Resultado de imagem para jamie dimon fud

 

  1. MOONING – Quando o de uma moeda está subindo ela “mooning”, ou seja ela está indo para a Lua. As pessoas costumam falar: “ to the moon”.

 

  1. FIAT – É a moeda emitida pelos Governos dos países, como o dólar, o real, o euro.
Leia também  Bitcoin vai valer US$ 100 milhões por moeda até 2030?

 

  1. WHALE – São aquelas pessoas com grande participação nas moedas. No mundo das ações, os grandes investidores são os tubarões do mercado, já no mundo das criptomoedas esses investidores são chamados de baleias (whales).

 

  1. – É a expectativa de que o mercado irá subir. Os bulls são os touros, que quando atacam as suas vítimas as jogam pra cima, assim como quando os preços sobem.

 

  1. – É a tendência de que o mercado sofrerá uma desvalorização. Os bears são os ursos, eles atacam suas vítimas de cima para baixo, jogando os preços para baixo.

 

  1. – Significa “all time high”, ou seja, literalmente, o preço mais alto de todos os tempos, é a máxima histórica de uma criptomoeda. Normalmente, não é uma bora hora para comprar, já que é esperada uma correção após uma moeda atingir o seu ATH.
Leia também  Co-Autor do livro Blockchain Revolution lança empresa de investimentos em ativos digitais de US$ 20 milhões

 

  1. MARKET CAP – É o valor de mercado de uma moeda. Para saber o valor de mercado você deve multiplicar o valor de moedas em circulação pelo preço atual da moeda. Serve como referência para saber até que ponto uma ação poderá subir.

 

  1. ICO – Abreviação que significa Inicial Coin Offering, isto é, Oferta Inicial de Moedas. É a forma que as moedas se utilizam para captarem valores para os seus investimentos, permitindo que os investidores comprem as moedas antes de que eles sejam negociadas nas exchanges (corretoras). Os ICO’s de importantes moedas podem gerar bastante lucro, pois o investidor comprará a moeda a um preço relativamente baixo.

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]