“Comprem bitcoin enquanto está barato”, disse Kim Dotcom depois do anúncio do Bitcache e volta do MegaUpload

O Megaupload 2.0 só chega em janeiro de 2017, mas o fundador Kim Dotcom já começou a espalhar a palavra. O serviço, que promete 100 GB de espaço grátis em nuvem para todos os usuários, entre outros benefícios, também terá algumas novidades misteriosas.

A novidade que Dotcom mais tem alardeado ainda é um pouco misteriosa, e ele não dá detalhes. Trata-se de algo chamado Bitcache, que só será detalhado no dia 20 de janeiro, mas que o empresário promete que levará o para o mainstream e fará a moeda virtual disparar em valor (e, portanto, agora seria uma boa hora para comprar como investimento).

Segundo o fundador do site, toda transferência do Megaupload será ligada a uma pequena microtransação do bitcoin. Ninguém ainda sabe dizer o que isso quer dizer, no entanto, porque Dotcom propositalmente omite informações. Talvez os usuários paguem pelo ? Talvez os usuários recebam bitcoins como incentivo para usar o serviço? Talvez ambos, cobrando um microvalor como US$ 0,00001 por enviar ou baixar um arquivo, mas pagando para os usuários que geram mais downloads? A certeza é que o recurso poderia movimentar grandes quantidades de dinheiro em forma de bitcoin.

O fato é que ele afirma que a novidade levará o bitcoin ao mainstream. Ele já havia afirmado que o Megaupload 2.0 será lançado com o banco de dados dos usuários do Megaupload 1.0, fechado em 2012, o que significa que o serviço já será lançado com 100 milhões de membros. Isso significa 100 milhões de carteiras de Bitcache.

Leia também  Bitcoin Unlimited se recupera após segundo bug ser explorado com ataque DDoS

O detalhe é que Kim Dotcom, prevendo o sucesso do seu serviço, alertou aos usuários para comprar Bitcoins enquanto ainda está barato:

Dotcom também afirma que o Bitcache resolve os problemas inerentes à bitcoin, mais especificamente às limitações do que já são bem conhecidas e que dificultam o uso da moeda em situações de grande volume de micropagamentos.

Por fim, Kim Dotcom também promete o máximo de privacidade possível, algo que ele tem levado a sério desde que o primeiro Megaupload foi fechado pelos Estados Unidos. “O Megaupload 2.0 levará a descentralização, anonimato e criptografia a um novo nível. Um pesadelo para a vigilância em massa e a censura”.

Via: Olhar Digital e Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *