Empresas brasileiras, CoinWISE e BitBlue, anunciam fusão

0 Comentários

Não é incomum vermos a fusão de empresas dentro do criptomercado para expandir seus serviços e oferecer mais comodidade e recursos para seus clientes. A última importante fusão no cenário brasileiro foi entre a empresa com foco em gateways de pagamentos, CoinWISE, e a corretora de criptomoedas BitBlue. A união entre as duas foi anunciada oficialmente na terça-feira, 16, através de um comunicado enviado à imprensa. As negociações sobre a fusão duraram cerca de 6 meses.

Além da fusão, segundo o comunicado, as fintechs também pretendem desenvolver um “Blockchain Banking”, com o objetivo de oferecer serviços de pagamentos em criptomoedas. A data prevista para anunciar o serviço é ainda para este mês.

A nova empreitada será liderada por Edísio Pereira, atual CEO da Bitblue, junto de Marco Carnut, que era CEO da CoinWISE e agora assumirá a posição de CTO para oferecer a estrutura tecnológica.

“A fusão com a Coinwise permitiu à Nitblue seguir firme na jornada para atingir o seu propósito, que é proporcionar a inclusão social, democratizando o acesso ao dinheiro. Estamos trabalhando com muita agilidade para fazer um anúncio surpreendente para este mercado que está carente de empresas sérias”, comentou Edísio pereira.

“A fusão das duas empresas só tem a acrescentar ao mercado de criptomoedas e blockchain, nesta movimentação nada se perdeu. As duas marcas, Butblue e CoinWISE, permanecerão atuantes no mercado, com os mesmos objetivos e qualidade nos projetos propostos que têm apresentado até hoje. As duas empresas agora se complementam com o melhor de cada uma, e dessa união nascerá um novo projeto com planos grandiosos que serão anunciados em breve”, comenta Sarah Uska, gerente de marketing.

Aina não se sabe qual será o nome dessa nova fusão.

H/t: Criptomoedas Fácil

Veja também: CoinMarketCap lança aplicativo para Android

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.