Coinbase deve responder processo por negligência

0 Comentários

2017 foi um ponto que mudou completamente o criptomercado. Foi a primeira vez que o Bitcoin atingiu as massas devido á uma alta histórica de quase US$20.000. Na época, todo muno queria comprar Bitcoin e a partir daquele momento até hoje a moeda está em evidência.

Muitas exchanges tentaram aproveitar a situação para ganhar novos clientes e, obviamente, ganhar dinheiro com a alta.

Porém, uma das corretoras que tentou fazer isso foi a Coinbase com a listagem de Bitcoin Cash e não funcionou muito bem para eles.

Em 2017 a Coinbase brevemente permitiu a listagem em dólares para pedidos de compra do Bitcoin Cash em sua plataforma para traders experientes.

Essa listagem foi realizada no auge da alta de 2017, mas a possibilidade de compra foi suspensa dois minutos após o início. O motivo para o fim da listagem foi “alta volatilidade.”

O Bitcoin Cash, que foi uma das primeiras forks do Bitcoin, disparou horas antes de a Coinbase postar em seu site que permitiria a seus clientes a compra do ativo digital.

Isso acabou instigando uma investigação de possíveis negociações com informações privilegiadas na plataforma.

A decisão de suspender a negociação naquele momento foi uma indicação de disfunção e incompetência, escreveu o juiz Vince Chhabaria, da Califórnia.

Os compradores do Bitcoin Cash argumentaram que a Coinbase poderia ter anunciado a listagem do criptoativo com bastante antecedência para evitar um aumento no preço tão repentino.

O juiz decidiu que os compradores alegaram um motivo plausível de negligência: Pressa para o lançamento da listagem porque o Chicago Mercantile Exhange (CME) tinha iniciado negociações de contratos futuros de Bitcoin no dia anterior.

Tais circunstâncias podem explicar porque os pedidos dos compradores foram preenchidos com altos limites de preço, disse Chhabria.

Inicialmente, os clientes da Coinbase iniciaram um processo por fraude e negligência contra a exchange.

O juiz Vince Chhabaria decidiu que não foram oferecidos motivos o suficiente para comprovar fraude e por isso apenas a reclamação de negligência seguirá em processo.

O juiz também decidiu que apenas os compradores poderão seguir com o processo. Vendedores da criptomoeda também disseram que tiveram um grande prejuízo com o lançamento furado da Coinbase, porém o juiz não achou que a companhia foi negligente nessa parte.

A Coinbase tentou mover a ação para um estado de arbitragem, mas foi negada pelo juiz. Sendo assim, a Coinbase deverá responder ao processo de negligência diante do juiz, mas conseguiu escapar das acusações de fraude.

Essas informações são do documento oficial assinado pelo juiz.

Veja também: Eike Batista é preso mais uma vez, MPF desconfia que ele usava criptomoedas para lavar dinheiro

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.