Coinbase conquista licença rara de dinheiro eletrônico na Irlanda

0 Comentários

A Coinbase está de olho nos setores mais ativos do mercado de criptomoedas. Em setembro, a exchange anunciou que contribuiu com US$ 2 milhões em USDC para dois protocolos de empréstimo de finanças descentralizadas (DeFi), assunto que está em alta no momento. Compound e dYdX são os projetos que receberam apoio da Coinbase. Contudo, a maior exchange dos EUA não está olhando somente para as finanças descentralizadas. Sua expansão no novo movimento financeiro também é algo que a empresa vem trabalhando arduamente e já pode colher alguns frutos de seu trabalho na Europa. A bolsa garantiu uma nova base jurídica no continente.

Reguladores do Banco Central da Irlanda concederam à exchange de São Francisco uma licença de dinheiro eletrônico. Com isso a Coinbase se torna uma das poucas empresas no espaço a obter essa aprovação.

A Coinbase entrou na Irlanda pela primeira vez no final de 2018 e, agora informa que seu último marco permitirá expandir suas operações no país, onde está um de seus mercados de crescimento mais rápido.

Além disso, a aprovação, segundo a administração da empresa, representa uma grande oportunidade para a Coinbase aumentar suas operações na Europa, em geral.

O anúncio da Coinbase reforçou o cuidado com a proteção e segurança que dará a seus clientes como qualquer instituição financeira regulamentada. Ainda afirmou que a aprovação da autoridade reguladora europeia demonstra sua posição como plataforma de criptomoedas mais confiável do mundo.

A Irlanda é um país aberto para a tecnologia. Empresas como Apple e Google foram atraídas para operar através a jurisdição do país. Com um cenário bem amigável para a inovação, as criptomoedas podem ser o próximo passo para a Irlanda se destacar mais uma vez na Europa.

O país ainda olha para os criptoativos como olha para o mercado tradicional. Na Irlanda, os investimentos em criptomoedas são tratados como se fossem realizados em ações. Em caso de lucros através de negociações com criptoativos o negociante terá que pagar um Imposto sobre Ganhos de Capital (CGT) de 33%.

Para mais da clareza de como os ativos digitais são tratados no país, a IDA Irlanda, agência responsável pela atração e retenção de investimentos e diretos estrangeiros, tem um CEO que se mostra favorável à expansão da tecnologia. Além disso, ele reforçou que a Irlanda está aberta para a fornecer um ambiente favorável aos empreendimentos.

“A escolha de Dublin pela Coinbase para esta operação reforça a força da Irlanda como destino para companhias de serviços financeiros, fornecendo um ambiente de política consistente, certo e pró-empresa para as firmas crescerem e prosperarem”, disse Martin Shanahan

Clique aqui para ler: Políticos dos EUA forçaram empresas a abandonar criptomoeda do Facebook

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.