Co-fundador da Bitcoin Foundation diz: Não há algo como uma Bolha de Bitcoin.

Jon Matonis, co-fundador da Bitcoin Foundation, desmentiu um sentimento negativo no setor financeiro de que o mercado de criptomoedas seja uma bolha. Ao invés disso, Matonis afirmou que os juros fixos e mercados de ações ao redor do mundo é que estão sendo inflados artificialmente pelos bancos centrais, dessa forma funcionando como um sindicato não oficial.

Os sinos da mídia ressoam Bolha

Deve ser notado que há não muito tempo atrás, o Bitcoin estava caminhando para atingir 20 mil dólares por moeda durante o fim de 2017, mas desde então caiu até em torno de 7 mil.

Essa mudança dramática no valor conduziu os céticos de mercado a acreditar que o setor das criptos é uma bolha que aguarda seu eventual estouro. Em uma entrevista ao Business Insider, Matonis respondeu da seguinte forma a esse tipo de sentimento:

“A Bolha é o mercado insano de juros e mercados fakes de ações que são infladas pelos bancos centrais. Essas coisas são bolhas”.

Leia também  EUA abre as portas para nova geração de Bancos: Bitcoin e Criptomoedas

Depois de expressar seu ceticismo em relação ao atual sistema financeiro, Matonis ainda se mantém otimista sobre bancos como o Goldman Sachs entrar no mundo das criptomoedas.

A Bitcoin Foundation foi estabelecida em 2012 por Matonis. A organização sem fins lucrativos foi criada para compensar e representar os desenvolvedores do protocolo do Bitcoin e do Bitcoin em geral, em termos legais, administrativos e de procedimentos públicos.

Dinheiro institucional trará liquidez

De acordo com ele, os grandes bancos trarão bastante liquidez junto com eles para ajudar a “amadurecer o mercado e reduzir a volatividade”.

Matonis adiante afirmou: “eles vão desenvolver mercados futuros e outras opções de mercado em torno do Bitcoin”.

O chefe da Bitcoin Foundation também é contra a necessidade de regulação dos mercados criptos no sistema financeiro. Ele opina que o comprador deve fazer sua própria pesquisa antes de comprar criptomoedas, ao invés de confiar em padrões regulatórios para controlar seus investimentos”

Leia também  Coinbase entra no mercado australiano

Falando da loucura das ICO´s no último ano, Matonis disse: “ninguém está forçando ninguém a investir em ICO´s. Se você se preocupa com o risco, simplesmente não invista.

Autoridades ao redor do mundo trabalhando em regulação
A despeito de riscos assumidos pelo próprio investidor, o mundo já tem visto vários países tomando iniciativas na direção de regulações próprias.

A Rússia preparou diretrizes para regulação de ICO´s, já o Reino Unido criou uma força tarefa para investigar os prós e contras das criptomoedas.

Além de tudo, podemos começar a ver um padrão quanto à posição de países no mercado de moedas digitais.

A despeito das opiniões anti-regulamentação de Matonis, os governos de todo o mundo, não importa o quão sejam diferentes uns dos outros, parecem estar unidos em pelo menos um aspecto: o mercado das criptomoedas precisa ser regulado.

Leia também  Putin confirma que regulamentará o Bitcoin e criptomoedas na Rússia até o final do ano

Fonte: beat.10ztalk.com/

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

loading...

Netflix: Série “A casa de papel” fala sobre o Bitcoin em um dos seus capítulos

Aqueles que começarem a assistir a segunda temporada ouvirão o nome da criptomoeda. O Bitcoin tem aparecido em inúmeras séries e filmes, quase nunca como protagonista, mas tem sido feita várias alusões à…

0 Comentários

Livecoin adiciona pares de negociação PIVX

A PIVX, uma criptomoeda voltada para a privacidade, recentemente foi adicionada para negociação na exchange Livecoin, permitindo que investidores e traders comprem PIVX com fiat, bitcoin e altcoins. A Livecoin oferecerá vários…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link