Co-fundador da Binance nega boatos sobre a construção de um país em uma ilha privada

0 Comentários

A co-fundadora da , He Yi, descartou os propagados por um jornal chinês de que a exchange criou o chamado “Plano Genesis”. A ideia era construir o próprio da alimentado por uma , relatou o QQ News na quarta-feira, 16 de maio.

O site ‘Yibencaijing’, supostamente uma plataforma respeitável, citou “fontes internas familiarizadas com o assunto” para corroborar sua história. As fontes afirmam que a empresa já “comprou uma ” e tem planos para testar aplicações blockchain no “ das criptomoedas”, onde as criptomoedas seriam totalmente legalizadas.

O artigo do Yibencaijing sugere que a Binance foi perseguido por autoridades de Honk kong, Japão e China e forçado a procurar alívio em Malta.

A refutação de Yi, para os boatos enfatizou que a visão da empresa é de fato “promover a legalização da blockchain e indústrias de criptomoedas em todo o mundo”, mas que:

“O artigo em questão está enganado, a imagem da Binance e fazendo com que os reguladores do país tenham uma má impressão da Binance. Criar um país? É absolutamente absurdo “.

Yibencaijing também cita uma notícia que circulava em fóruns de , intitulado “República da Blockchain”, um projeto para um país soberano impulsionado por correntes de blocos na fronteira da ONU, que iria libertar a humanidade da máquina centralizada do estado-nação, apelidado de “uma lei cruel de selva de desconfiança mútua”.

 Binance é atualmente a segunda maior exchange no mundo pelo comércio criptomoedas em volume de negociação.

A empresa refutou os boatos de que tentou evitar a supervisão reguladora realocando sua sede para Malta, enfatizando, as perspectivas positivas, robusta e transparente da ilha.

Leia também  Análise Técnica Bitcoin - Preço do Bitcoin hoje - 13 de setembro

Fonte

Guia do Bitcoin