Clientes da American Express agora podem comprar Bitcoins dentro do App Abra

0 Comentários

A partir de hoje, um seleto grupo de usuários e novos clientes do Abra verão a opção de com seu cartão .

Em um processo de integração de um mês entre as duas empresas, a  expondo as profundidades de seus processos de negócios ao seu parceiro e investidor e resultou em uma relação ainda mais estreita entre as empresas.

Ainda assim, o fundador e CEO da Abra, Bill Barhydt, acredita que o resultado final desse esforço poderia ser uma rápida aceleração da adoção do globalmente.

Barydt disse:

“A Abra deve tornar-se efetivamente um processador da American Express internamente para fazer isso, porque estamos processando diretamente com a American Express. E não há nenhuma interferência de terceiros”.

Isso significa que os usuários cuja opção de compra American Express está habilitada hoje podem agora comprar até $200 de bitcoin por dia e até $ 1,000 de bitcoin por mês por uma taxa de 4%.

Projetado para cobrir os próprios custos da Abra, Barhydt disse que no inicio não espera gerar receita com as taxas, mas ganhará sua participação de gerenciar as taxas de câmbio entre dólares americanos e Bitcoins.

Leia também  O maior salário em TI: Desenvolvedores de Blockchain experientes estão fazendo fortunas

A porta-voz da American Express, Elizabeth Crosta, esclareceu que, embora os clientes da Abra agora possam financiar suas carteiras com o American Express Abra, ainda não está processando a transação.

Nas semanas que antecederam o lançamento, funcionários da Abra, funcionários da American Express e investidores da Abra testaram a integração, disse Barhydt. No entanto, apesar dos testes, os clientes Abra restantes não receberão permissão para realizar compras da American Express até que os usuários iniciais completem suas compras com segurança.

“Há pessoas potencialmente desagradáveis ​​em nosso universo”, disse Barhydt. “E queremos garantir que estamos atendendo as pessoas cujas intenções são boas e não as outras pessoas”.

Os cartões elegíveis incluem cartões de consumo americanos American Express, cartões de marca American Express emitidos por terceiros e cartões pré-pagos recarregáveis ​​American Express, Bluebird e American Express Serve, que podem ser comprados no Walmart, CVS, Walgreens entre outras.

“Qualquer pessoa pode entrar em uma loja Walmart em qualquer lugar do país, comprar um cartão Bluebird, colocar todo o dinheiro que precisa nesse cartão, registrar esse cartão e, uma vez que o cartão chegar em sua casa, você pode carregar imediatamente esses fundos em seu aplicativo Abra”, disse Barhydt.

Obstáculos à adoção em massa

Para desenvolvimento do projeto de um mês, Barhydt disse que as duas empresas investiram recursos “significativos” integrando-se a nível técnico para assegurar uma segurança satisfatória em ambos os lados do acordo.

Leia também  Startup Blockchain vai te pagar para ajudar seus amigos a encontrarem um amor

Em particular, Barhydt disse que sua empresa foi convidada a revelar como funciona com parceiros de intercâmbio, bem como seu processo de conhecimento do seu cliente.

Depois de aumentar o capital de risco de US$ 14 milhões da American Express Ventures, a Abra agora permite que seus clientes armazenem fundos em Bitcoins e fiat com o apoio de Bancos, incluindo Bank of America, Capital One e Chase, juntamente com cooperativas de crédito de Charles Schwab, Fidelity, e Wells Fargo.

Em entrevista, ele citou a credibilidade da marca American Express como uma das razões pelas quais a parceria é uma benção para a empresa não só, mas para Bitcoin e criptomoedas em geral. Mas há um pouco de dúvidas de que os benefícios potenciais podem ser para ambos.

Leia também  Coingate e Prestashop vão introduzir pagamentos de bitcoin em 86 mil lojas européias

À medida que os concorrentes como Visa e Mastercard começam a testar a tecnologia Blockchain, a parceria com a Abra também significa uma busca em todo o setor por uma maior eficiência e velocidade que a tecnologia poderia trazer.

Em janeiro, a American Express juntou-se ao consórcio de Hyperledger, que está explorando formas de capitalizar a tecnologia sem criptomoedas. Além disso, o própria Abra está entusiasmado com o que a parceria poderia significar para os próximos investimentos com outras empresas de cartões de crédito, mesmo que entre os seus próprios concorrentes de pagamentos de Bitcoin.

“Ter um parceiro de rede de cartão tradicional diretamente com uma empresa no mundo das criptomoedas é uma grande vitória para a área, e isso vem acontecendo há muito tempo”

E Barhydt, que concluiu:

“Estou bastante confiante de que isso levará a coisas maiores e melhores para Ambas as partes”.

Via: Coindesk.com
Tradução: Guia do bitcoin


Mantenha-se informado sobre os acontecimentos com o Bitcoin, todos os dias:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Receber” show_subscribers_total=”1″]
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link