CEO da Bitpesa: “Empresas de remessa que utilizam Bitcoin reduziram seus custos em 75%”

A fundadora e CEO da Bitpesa, Elizabeth Rossiello, afirmou que os serviços de remessa que funcionam à base de bitcoin reduziram os custos dos pagamentos internacionais em 75% e reduziram o tempo médio de liquidação de 12 dias para aproximadamente 12 horas. Elizabeth também discutiu a economia africana de criptomoedas e mudou as atitudes em relação ao bitcoin por parte das principais instituições financeiras internacionais e principais meios de comunicação.

A Bitpesa afirma que transformou a indústria africana de remessas

A Bitpesa foi criada em 2013 e alcançou um sucesso significativo proporcionando um serviço de remessa mais barato e mais rápido para os mercados africanos do que a Moneygram ou a Western Union.

Leia também  Western Union revela plano de Integração com a Coinbase

A CEO da Bitpesa, Elizabeth Rossiello, afirma que a Bitpesa transformou a indústria africana de remessas e criou mudanças positivas em todo o continente africano. “A Bitpesa foi a primeira empresa no mundo a estabelecer um mercado entre moedas africanas e moedas digitais. Reduzimos os custos dos pagamentos internacionais em 75% e reduzimos o tempo de liquidação entre moedas de 12 dias para menos de 2 horas”.

A Bitpesa atualmente opera principalmente na Uganda, Nigéria, Quênia e Tanzânia, e tem sede no Luxemburgo. A empresa é licenciada no Reino Unido pela FCA. Além de oferecer serviços a particulares a pequenas empresas, a Bitpesa alega que numerosas corporações multinacionais confiam em seus serviços para contornar assentamentos de pagamentos ineficientes e pouco confiáveis que afligem o setor financeiro africano.

África oferece grandes oportunidades para Fintechs de criptomoedas

Para Elizabeth, a África oferece uma oportunidade única para os serviços de bitcoin e criptomoedas. A falta de desenvolvimento econômico e o pobre aparelho jurídico associado à África exigem os tipos de serviços que o Bitcoin e as criptomoedas podem oferecer.

Leia também  Empresa de Bitcoin na África é a primeira a se associar a Banco

Houve um investimento tão baixo em infra-estrutura durante tanto tempo na África, que houve uma grande oportunidade de trazer eficiência para esse mercado. É uma grande oportunidade.

Via: News Bitcoin
Tradução: Guia do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *