BTC-E foi responsável pela lavagem de 95% de todos os bitcoins dos ataques ransomware

Mesmo a BTC-E estando sob investigação, ainda há outras maneiras de converter os bitcoins obtidos ilegalmente.

A maioria das pessoas estão cientes de como os ataques ransomware funcionam. Depois de serem infectadas com o software malicioso, as vítimas precisam pagar uma quantia em Bitcoin para poder recuperar seus arquivos. Uma questão que quase ninguém sabia a resposta era, como os criminosos sacavam esses bitcoins? Como se constatou, 95% de todos os bitcoins adquiridos com os ataques foram vendidos na exchange BTC-E. Isso é muito preocupante, especialmente considerando que a plataforma sofreu uma grande interrupção recentemente.

Converter os Bitcoins obtidos ilegalmente não é uma tarefa fácil. Mesmo os bitcoins sendo anônimos, não é tão difícil identificar a identidade de um usuário nas transações on-line, os criminosos costumam vender os bitcoins através de exchanges. Em outros casos, eles usam plataformas de negociação peer-to-peer, como a LocalBitcoins. Parece que os hackers por trás dos ataques ransomware preferem usar principalmente a exchange BTC-E. Essas descobertas são parte de uma investigação recente do Google.

Leia também  Cryptobuyer instala primeiros caixas eletrônicos de Bitcoin em banco comercial latino-americano

É lamentável ver a BTC-E sendo mencionada nesse tipo de investigação. A empresa opera uma das exchanges mais antigas da história. Embora eles nunca tenham gerado muito volume, eles são uma plataforma respeitada na comunidade bitcoin. Segundo o Google, 95% de todos os resgates foram lavados através da exchange BTC-E. Não está claro qual moeda fiduciária foi utilizada para converter os saldos BTC.

Não está claro como o Google chegou a esta conclusão, na verdade, os resultados não importa tanto assim, pelo fato da BTC-E ser uma exchange russa e poucos países têm uma boa relação com o país do Leste Europeu nos dias de hoje, então haverá poucas chances de que algum país possa apresentar uma queixa, as agências de aplicação da lei não podem fazer muito nesta situação.

Leia também  Análise técnica projeta queda do Bitcoin para US$600 (R$1866)

Tenha certeza os ataques ransomware não vão diminuir tão cedo. Mesmo que a BTC-E seja investigada ainda há outras maneiras de converter os bitcoins obtidos ilegalmente. Os criminosos também não poderam usar o BitMixer.io, pois a plataforma fechou suas portas no início desta semana. É evidente como as coisas estão mudando no mundo do Bitcoin e das criptomoedas. As atividades ilegais estão sendo sujeitas a investigações e isso está ajudando a restaurar a imagem da criptomoeda mais importantes do mundo.


Notícias diárias sobre Bitcoin e Blockchain:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556

Bitcoins no seu e-mail

Digite o seu e-mail

Junte-se a 12.104 outros assinantes

Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *