Brasileiro cria APP que usa a Blockchain para “facilitar” empréstimos aos usuários

O Brasil tem um sistema bancário com uma das taxas de juros mais altas do mundo, os burocráticos bancos brasileiros, obrigam a todos que precisem de um empréstimo que passem por uma segurança rígida e complicada antes de serem aceitos. Pensando nesse problema, a Airfox, empresa de serviços financeiros móveis com sede em Boston (EUA), lançou no Brasil uma alternativa mais barata, fácil e muito mais moderna que o tradicional sistema bancário do país.

A startup quer mudar o sistema bancário no Brasil e chegou com a missão de servir, principalmente as pessoas que não tem acessos a rede bancária do país. De acordo com o Banco Mundial, quase 50% dos brasileiros com menos de 24 anos não tem contas bancárias, e segundo um relatório da Goldman Sachs de 2015, os bancos brasileiros cobram uma das maiores taxas de empréstimos do mundo, atrás apenas do Malawi e Madagascar.

Leia também  Cofound.it seleciona 5 startups Blockchain para o programa "Seed"

O aplicativo proporcionará aos brasileiros acesso a soluções financeiras, de maneira mais eficiente e econômica e independentemente de seus usuários já terem uma conta ou cartão de crédito com um banco tradicional. Com apenas um smartphone, os usuários poderão acessar facilmente a uma variedade de serviços financeiros, incluindo empréstimos, cartões de crédito e débito, recarga de crédito para celular, adicionar crédito para o transporte público, planejamento financeiro, informações sobre taxas de juros, transferir dinheiro para amigos e muito mais.

“O aplicativo Airfox dará acesso aos serviços financeiros para um número enorme de brasileiros atualmente excluídos do sistema”, afirmou Victor Santos, co-fundador e CEO da Airfox.

A plataforma da Airfox é construída na blockchain, a empresa pode oferecer tarifas acessíveis, taxas de transferência menores e termos de empréstimos transparentes. Ao usar o aplicativo, os clientes também podem optar por receber os AirTokens patrocinados pelos anunciantes, que são obtidos ao completar tarefas, como instalar aplicativos ou assistir a vídeos curtos e anúncios. Os AirTokens podem ser trocados por, crédito para telefone, para pagar contas de serviços e transporte ou fazer compras diárias. É um sistema que levou a revista Forbes a nomear Victor Santos em sua série “30 Under 30” e descrever a Airfox como “o que acontece quando a criptomoeda atende ao empreendedorismo social”.

Leia também  Resumo semanal: Criptomoedas

Apesar do aplicativo não ser um banco, ele oferece ao usuário um empréstimo pelo aplicativo. O app foi criado com um algorítimo que analisa o comportamento do usuário desde quando ele cria a conta (há uma opção que solicita a autorização) e dependendo dos resultados libera um valor para o usuário na forma de empréstimo.

Esse empréstimo é baseado na tecnologia blockchain, uma tecnologia conhecida por estar por trás de transações das criptomoedas.

Nos empréstimos temos dois tipos de usuários: o brasileiro que está solicitando um empréstimo e a outra pessoa que pode de qualquer lugar do mundo para emprestar o dinheiro. O app é só um intermediário. Explicou Victor Santos, CEO e criador do app.

Fonte: Tibahia / Infomoney

Guia do Bitcoin

Leia também  Crash na IOTA: queda, vulnerabilidades criptográficas e críticas de segurança

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

450 bitcoins foram roubados de um empresário que foi sequestrado e sofreu extorsão

Segundo o jornal turco Habertürk, a policia recentemente conseguiu desarticular uma quadrilha de cinco extorsionistas em Merter, um subúrbio a oeste de Istambul, uma das maiores cidades do país, tornando-se a…

0 Comentários

Usuário no Reddit afirma que a Coinbase “errou feio” ao implementar a Segwit

  Um usuário da rede social Reddit com o apelido de Dazzling_Substance avisou os clientes da Coinbase que a empresa cometeu um erro crítico ao implementar o protocolo Segregated Witness, sem atualizar…

0 Comentários