Blockchain e IoT serão usados para contornar a seca na Califórnia

0 Comentários

Aqui no Guia do Bitcoin estamos sempre falando sobre a usabilidade das criptomoedas e principalmente da blockchain. Essa tecnologia pode ser aplicada em diversos segmentos, até mesmo em projetos que parecem não ter nenhuma ligação com a tecnologia de rede descentralizada. Um exemplo dessa usabilidade é um projeto colaborativo com a IBM feito para ajudar com o problema da seca na Califórnia, EUA.

A notícia do uso da tecnologia para encontrar uma solução para a situação foi publicada no final da semana passada. A tecnologia de blockchain vai ser usada junto com a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) para ajudar com a falta de água no estado norte-americano.

A Sweet Sense, parte da IBM Research, está fazendo uma parceria com a organização sem fins lucrativos The Freshwater Trust (TFT) e a Universidade de Colorado Boulder para usar a tecnologia de blockchain e IoT para gerenciar com muito mais precisão e eficiência as reservas de água do aquífero do estado.

Um aquífero é uma camada de rochas que é capaz de armazenar grandes quantidades de água, além de funcionar como um grande filtro. Aqui no Brasil, o exemplo mais notável é o Aquífero Guarani.

De acordo com o release de imprensa, o projeto vai envolver o uso de sensores com tecnologia de IoT para transmitir dados sobre a extração de água para satélites em órbita. Os satélites, além de receberem os dados, também vão ser usados para detectar chuvas e padrões climáticos. Todas as informações serão armazenadas em uma plataforma de blockchain da IBM compatível com contratos inteligentes.

Consumidores do sistema de abastecimento de água, incluindo fazendeiros, reguladores e financeiras, poderão usar uma interface da web para interagir com a blockchain e monitorar a água subterrânea em tempo real.

Com o acompanhamento preciso, o sistema poderá ser usado para emitir uma “Quota de água”. Essas quotas poderão ser compradas e trocadas entre usuários de água da região. Assim, aqueles que não usarem toda a água destinada à sua propriedade poderiam trocar com pessoas que precisam de mais.

Além dos EUA, a SweetSense já implementou a sua tecnologia de monitoramento de água na Quênia e na Etiópia, ajudando no gerenciamento de água para mais de 1 milhão de pessoas, além de haver planos para expandir os benefícios da tecnologia para 5 milhões de pessoas até o fim de 2019.

No World Economic Forum, foi falado bastante sobre os casos de uso da blockchain. Curiosamente, mais de 65 casos estavam diretamente ligados com a solução e problemas ambientais no mundo todo.

Seria o Bitcoin a marca da besta? Veja essa e mais teorias da conspiração sobre a criptomoeda!

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.