Bitcoin sobe 3% e mercado tenta se recuperar, mas preço ainda pode voltar a $5.000

0 Comentários

Nas últimas 24 horas, o mercado de criptomoedas recuou ligeiramente, adicionando US$ 5 bilhões à sua avaliação de mercado, já que o preço do Bitcoin registrou um aumento de 3%.

A maioria dos tokens, incluindo Basic Attention Token (BAT), Augur (REP), Ontologia (ONT), Pundi X (NPXS) e Zilliqa (ZIL), que têm fortes comunidades de investidores, caíram de 9% a 14% nas perdas de ontem.

Mercado ainda “nebuloso”

De 7 a 8 de agosto, o preço do Bitcoin caiu 14%, indo de US$ 7.200 para US$ 6.150, enquanto outras grandes criptomoedas, como Ripple, Bitcoin Cash e Ethereum, registraram perdas ainda maiores.

Desde a sua alta histórica de US$ 5.500, o preço do Bitcoin Cash caiu 89%, e a Ripple perdeu 90% de seu valor de mercado nos últimos oito meses.

Muitas vezes, após uma queda maciça no preço, os principais ativos digitais tendem a registrar altas corretivas, encobrindo imediatamente as perdas nos dias anteriores. No entanto, em 9 de agosto, a recuperação corretiva da Bitcoin registrou meros três por cento, insuficientes para cobrir suas perdas ao longo dos últimos dias.

Embora o volume de Bitcoin, Ether e outras grandes criptomoedas tenha aumentado em mais de 10%, o volume de Tether (USDT), a stablecoin mais freqüentemente comercializada, também aumentou mais de 20%, significando que uma parcela bastante grande de investidores ainda estão protegendo o valor das criptomoedas para o USDT.

Possíveis motivos da queda

Devido a muitos fatores, incluindo a liquidação bilionária da Mt. Gox, falta de volume no mercado, forte tendência de baixa e imprevisibilidade da demanda, e liquidação do mercado de balcão (OTC).

Dump das ICO’s

Alguns analistas sugeriram que as ofertas iniciais de moedas (ICOs) e os projetos de blockchain que despejam grandes quantidades de Ethers obtidas de vendas de tokens podem ter contribuído para a queda do valor das principais criptomoedas, considerando que o mercado depende principalmente do desempenho de BTC e ETH.

Bitcoin vai voltar para $5.000?

Esses fatores ainda permanecem em jogo e, nos próximos dias, se o BTC não conseguir se recuperar além da marca de US$ 7.000, provavelmente testará níveis de suporte abaixo de US$ 6.000, possivelmente em meados de US$ 5.000, nível que BTC não vê desde fevereiro.

Em fevereiro e junho, o BTC caiu abaixo de US$ 6.000 e testou os US$ 5.500, mas garantiu um impulso na região superior de US$ 5.000 e retornou ao patamar de US$ 8.000 a US$ 9.000. As próximas 48 horas podem decidir a tendência de curto prazo do BTC, e se o mercado continuar a mostrar o fortalecimento da mão dos ursos, uma queda adicional é mais provável do que um grande rally corretivo.

Conclusivamente, considerando o tamanho da queda registrada pelas principais criptomoedas e o fato de que a grande maioria dos investidores previu que a SEC dos Estados Unidos iria adiar sua decisão em relação à proposta de ETF do Bitcoin da VanEck-SolidX, é provável que os movimentos fora da mercado de exchange de criptomoedas levaram o mercado a cair.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.