Bitcoin registra nova máxima para 2016, subindo 87% e superando os US$ 910

0 Comentários

A da internet ou o “Ouro Digital”, como muitas o chamam, o , atingiu seu maior nível desde janeiro de 2014 no pregão pós-Natal desta segunda-feira, quebrando recordes de registrados no ano.

A moeda (BTC/USD) avançou e operou cotada a US$ 914,72 no mercado itBit da Bolsa de antes de recuar para US$ 906,72 às 12h20, no horário de Brasília, apresentando ganho de cerca de 1% no dia.

No mês, a moeda digital registra uma alta de quase 23% em meio a compras intensas da e da , com os investidores buscando proteger o seu capital contra a desvalorização das moedas correntes e a falta de caixa.

Os compradores europeus e americanos também foram relevantes para o volume de negociações, com os investidores buscando segurança após mudanças políticas dramáticas na economia mundial.

Leia também  Roger Ver admite que ainda possui Bitcoin

No ano, o Bitcoin registra alta colossal de 87%, tornando-a um dos melhores ativos de .

Os analistas afirmam que os preços da moeda digital estão testando a máxima da história de US$ 1.216 em 2017 em meio à crescente demanda por ativos alternativos. Logo, se a máxima anterior for quebrada o em 2017 pode chegar rapidamente a US$ 1.500.

O bitcoin é uma moeda digital e não tem suporte de nenhum governo nem banco central que a regule ou a emita. Ela pode ser utilizada para comprar bens e serviços de lojas e varejistas on-line.

Sua reação no final de 2016 com o Bitcoin:

Via: Investing.com/Guia do Bitcoin

Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link