Bitcoin se recupera no final de semana e volta a operar acima de US$8.000

0 Comentários

O Bitcoin subiu de US$7.800 no fim de semana, neutralizando a configuração imediata de baixa. Afinal, essa foi a quinta defesa do bitcoin contra valores abaixo de US$7.800 desde setembro o dia 26 de setembro. Essa movimentação indica exaustão do vendedor.

Outros indicadores importantes, como o índice de força relativa, também estão relatando sinais precoces de uma reversão para uma alta.

Dito isto, o BTC ainda item que invalidar o mais básico de todos os indicadores técnicos de baixa – uma alta mais baixa e uma baixa mais baixa – com um movimento acima de US$8.820, alcançado no dia 11 de outubro.

Esse nível pode logo ser alcançado, pois os gráficos por hora e por 4 horas estão relatando condições de alta.

Gráfico de 1 e 4 horas mostrando a quebra da tendência de baixa.

Um fechamento acima de US$8.820 confirmaria uma mudança de tendência de baixa para alta. No lado negativo, US$7.800 é o nível a ser vencido pelos ursos e o mais importante ponto de suporte para o Bitcoin no momento. Uma quebra abaixo desse valor pode levar o ativo para baixas ainda mais significantes.

A perspectiva de longo prazo do Bitcoin é otimista, já que a recompensa da mineração será reduzida pela metade (halving) em maio de 2020. A possibilidade de alta parece mais forte se levarmos em conta a narrativa de que a principal criptomoeda é um ouro digital e um hedge contra a inflação.

Veja como comprar Tether no Brasil

Muitos observadores acreditam que a era da taxa de juros negativa poderia forçar o investidor tradicional a despejar dinheiro em criptomoedas. Afinal, o BTC é o ativo com melhor desempenho de 2019 e possivelmente da década.

Gráficos técnicos, no entanto, estão relatando sinais conflitantes. Para começar, as médias de 100 e 200 dias produziram um cruzamento de bulls no gráfico de três dias. Um cruzamento semelhante em março de 2016 foi seguido por um mercado em alta durante 21 meses.

No entanto, a alta parece fraca nos gráficos de duração mais longa. O Bitcoin fechou abaixo de US$9.049 no dia 30 de setembro, confirmando uma reversão de velas no gráfico mensal.

Isso quer dizer que, ainda podemos ver o Bitcoin cair para US$7.200 antes de uma nova recuperação significativa.

Enquanto isso, o resto do criptomercado também se recuperou, mostrando, mostrando uma alta (mesmo que ainda tímida) em praticamente todas as principais moedas do top 10.

Nota: Essa é uma análise feita nas análises do CoinDesk e não deve ser considerada uma sugestão de investimento. Apenas invista no criptomercado fazendo a sua própria pesquisa.

Veja também: Libra pode considerar mudar a sua estratégia de lastro

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.