Bitcoin ainda não é realidade na Argentina

6s Comentários

O Bitcoin tem sido retratado como o ouro 2.0 e para muitos será o grande refúgio em meio a uma crise global. Em alguns momentos já vimos que não só o Bitcoin mas, outras criptomoedas estão sendo utilizadas em crises cambiais, mas em diversos países emergentes não é a primeira saída para se proteger da alta inflação.

A Argentina sofreu uma perda de 30% em cima do Peso Argentino (ARS), sua moeda local, nessa segunda-feira (12) quando o presidente em exercício, Mauricio Macri, sofreu uma grande derrota nas eleições primárias.

Alguns usuários de criptomoedas logo saltaram a narrativa de promover o Bitcoin afirmando que ele está crescendo rapidamente na Argentina devido a grande crise que o país enfrenta. Outros incentivaram os moradores locais a “encontrar segurança” no Bitcoin.

“O Bitcoin está subindo na Argentina, sendo negociado a ~ $12.300 em @buenbit, um prêmio contra ~ $11.400 na Coinbase, onde está tendo um dia relativamente calmo. Há um banho de sangue nos mercados argentinos hoje, depois que Macri perdeu na votação primária e as pessoas temem o retorno do populismo.”

Todavia, a narrativa que o Bitcoin está em alto nível de crescimento no país não é a realidade. Houve um crescimento de apenas 4% da principal criptomoeda do mercado nessa segunda-feira.

Alex Kruger, um macro comerciante, está longe de recorrer ao Bitcoin e disse que os moradores ainda veem o dólar como o grande refúgio.

“Antes dos bitcoiners começarem a usar a Argentina (meu país) como desculpa para gritar” Buy Bitcoin”e gerar cliques e vender newsletters, os argentinos querem se proteger contra o peso perdendo valor em relação ao dólar. E para isso, eles compram dólares”.

Afirmou também que o Bitcoin ainda é desconhecido na Argentina.

“Ao contrário da crença popular, o conhecimento do bitcoin na Argentina é extremamente baixo (fora da indústria de tecnologia, onde é alta), e o mercado argentino de bitcoins é pequeno”.

E como o mercado de Bitcoin ainda não é conhecido no país o comerciante afirmou que a alta apontada por Camila Russo, ex-autora da Bloomberg, foi apenas uma troca líquida. Uma quantidade muito baixa de bitcoins foram negociados na exchange local Buenbit, apenas 19. Com um mercado tao pequeno não é preciso muito para uma diferença nos ganhos.

Outra grande amostra que o Bitcoin ainda tem um grande caminho para trilhar na Argentina é mostrado no Localbitcoins, onde apenas 23 bitcoins foram negociados no país na última semana.

Contudo, Kruger acredita no Bitcoin e diz que argentinos deveriam ter alguns.

Embora o Bitcoin ainda não seja uma realidade na Argentina, seu crescimento pode acontecer assim que os efeitos colaterais da grande crise começarem a serem sentidos.

Veja também: Análise Técnica Bitcoin – Preço do BTC hoje – 14/08

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.