Bitcoin precisa valer US$ 213.000 para ser uma moeda viável, diz relatório do UBS

0 Comentários

O Union Bank of Switzerland, mais conhecido UBS, não acredita que o Bitcoin algum dia possa substituir o dólar. Segundo um relatório do banco suiço publicado na Bloomberg, o preço da principal criptomoeda deve ser de US $ 213.000 ou precisa acontecer um avanço no processamento da rede para que ele supere o dólar. De acordo com o relatório, o Bitcoin ainda não é viável. 

“Chegamos a conclusão que o Bitcoin, em sua forma atual, é muito instável e limitado para se tornar um meio de pagamento que possa ser utilizado para transações internacionais ou uma classe de ativos dominante”, disse o relatório.

Até o momento a blockchain do Bitcoin só tem capacidade para processar metade do que empresas como a Visa e a Mastercard conseguem operar. E isso pode restringir o potencial da criptomoeda. Outras criptomoedas como a EOS por exemplo, tem muitos mais velocidade nas operações, algumas altcoins são mais rápidas do que o Bitcoin, mas mesmo assim, o BTC continua sendo a cripto principal.

Em 2017 o banco UBS apresentou um relatório sugerindo que as chances das criptomoedas se tornarem uma forma de pagamento principal, são totalmente incertas.

“A necessidade que as empresas e os indivíduos terão para pagar os impostos, numa “moeda” emitida pelo governo e a capacidade de algumas criptomoedas possuem de serem ilimitadas, são barreiras significativas para a adoção generalizada”, afirma o relatório.

Fonte: cointelegraph

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.