Bitcoin lateraliza nessa quinta, mas se mantém acima dos 9 mil dólares

0 Comentários

Depois de um início fraco nessa quinta-feira, os preços de criptomoedas ficaram sob pressão de venda, com participantes do mercado especulando sobre grandes quantias de criptos sendo descarregadas, diminuindo o valor do bitcoin.

O Bitcoin, a moeda digital número 1 do mundo, havia negociado em uma faixa apertada de 200 dólares, antes de expandir para 220, ou 2,3% em 20 minutos.

O preço de um único bitcoin BTC/USD foi negociado pela última vez a US $ 9.137,30, queda de 1,3% desde os níveis de quarta-feira às 17h, hora do Leste dos Estados Unidos na exchange Kraken. Apesar do declínio de meio da tarde de quinta-feira, o bitcoin permanece acima de US $ 9.000 – um nível que os técnicos do mercado vêem como um ponto de apoio, com compradores adicionais tendendo a emergir quando se aproxima de uma brecha naquela linha.

“Muito quieto. Os touros dirão que é uma fase de acumulação. Os ursos dirão que os mercados estão se tornando cautelosos, pelo menos em parte”, escreveu Jeff Koyen, presidente da Blockchain USA, 360, em um e-mail para o MarketWatch. Koyen acrescentou que ele está inclinado a pensar na primeira opção.

O que há por trás da mudança?

A velocidade do declínio no início da tarde poderia representar um único grande vendedor, ou baleia, com um possível culpado: o trustee do Mt Gox. Um site que acompanha a carteira de confiança da agora extinta exchange de bitcoins mostra que mais 8.000 bitcoins e 8.000 Bitcoin Cash foram transferidos para carteiras frias; muitas vezes um sinal de que uma transação está pendente.

Outro analista de mercado observou que, apesar do declínio acentuado, há vários níveis de suporte entre US $ 8.500 e US $ 9.000, o que provavelmente limitará a extensão das vendas (sell-off), acrescentando que o declínio é provável em algumas transações de stop-loss de curto prazo.

A Ásia é o hub das criptmoedas

Quase completamente desconhecidas há alguns anos, as criptomoedas explodiram ao centro das atenções, lideradas em parte pelo aumento do valor do bitcoin, que subiu mais de 1.000% em 2017.

Uma pesquisa da Dalia Research, uma startup de tecnologia com sede em Berlim, mostrou que a Ásia continua sendo o continente mais popular para os proprietários de criptomoedas.

Pesquisando cerca de 30.000 pessoas em oito países, 49% dos entrevistados disseram ter algum conhecimento sobre criptomoedas. Dos países pesquisados, o Japão, 61%, e a Coréia do Sul, 60, lideraram a lista, com os EUA em quinto lugar, com 47%.

Além disso, o Japão liderou a lista de proprietários de criptomoeda.

“Sem surpresa, o Japão tem o maior grau de adoção e é o único país a pontuar com dois dígitos por propriedade, a 11%. Isso está de acordo com o consenso geral no espaço de criptomoeda, onde acredita-se que o Japão esteja liderando o mundo ”, escreveu Rytis Jakubauskas, da Dalia Research.

Fonte: https://www.marketwatch.com/Story/crypto-prices-see-muted-trade-asia-still-dominant-market-for-digital-currencies-2018-05-10

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.