Bitcoin precisa de uma ETN para crescer, diz CEO da CBOE

1 Comente

EdwardTilly cboe ceo

Edward Tilly, CEO da CBOE, acha que ter ETNs impulsionará o crescimento do Bitcoin, se as questões regulatórias forem resolvidas.

O CEO da Bolsa de Valores de Chicago (CBOE), Edward Tilly, acha que o Bitcoin pode crescer muito forte se tiver notas negociadas em bolsa (ETNs).

Referindo-se ao desempenho inferior do Bitcoin na CBOE, Tilly acredita que os investidores de varejo teriam mais “confiança” no Bitcoin se tivessem instrumentos de investimento semelhantes à ETN, além do ETF baseado em contratos futuros de alto risco.

Sua opinião é semelhante a crença popular no investimento, em que uma ETF é geralmente mais recomendado do que uma ETN. No entanto, ele se referiu ao caso de sucesso do índice VIX da CBOE, que tem rastreadores e ETNs, além de futuros.

“O poder de ter esse futuro também é ter um ETN que é mais atraente para o varejo.

Uma ETN de Bitcoin pode ser muito popular na América do Norte devido ao fato de que eles têm baixas barreiras de entrada em comparação com um eventual Bitcoin ETF ou outros fundos Bitcoin que operam no mercado.

Ele também destaca uma questão urgente que precisa ser resolvida primeiro se o Bitcoin quiser crescer e evoluir, que é a questão regulatória.

A regulação global da criptomoeda ainda não saiu do papel, apesar de tal assunto já ter sido discutido na reuião do G20, mas ainda sem quaisquer ações tangíveis até o momento.

Nos EUA será possível comprar Bitcoin em quiosques de lojas. Clique aqui para ler!

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.