Bitcoin como unidade de conta, meio de pagamento e reserva de valor

0 Comentários

Quais as características que uma deve ter para que ela seja classificada como tal? Para algo ser classificado como , ele deve cumprir três funções:

Vamos então brevemente definir cada um deles.

Unidade de conta é a propriedade que algo tem de atribuir uma referência de valor aos bens e serviços comercializados e transacionados. Se algo serve como unidade de conta, então ele serve como uma referência válida e praticável no dia a dia. Uma moeda que perde a sua unidade de conta, perde a sua própria capacidade de ser usada como moeda. Tomemos por exemplo o que está acontecendo na Venezuela, onde a inflação está tão alta que a moeda não serve mais como referência de valor, e não é possível dizer o preço de nada referente a ela. Ou seja, uma moeda para ser uma unidade de conta deve ter seus preços relativamente estáveis, não deve ser excessivamente inflacionária nem deflacionária, e sua volatilidade diária deve ser muito baixa, praticamente inexistente.

Leia também  Huobi Pro informa que irá aceitar qualquer fork do Bitcoin

Meio de pagamento é a propriedade que algo tem de ser usado no dia a dia como meio de troca. Deve ser factível para algo ser um meio de pagamento, que ele seja portátil, com transações rápidas e práticas. Caso isso não se concretize, burocratiza e até inviabiliza as trocas, e portanto acaba não servindo para ser usado na prática como moeda corrente.

Reserva de valor é a propriedade que algo tem de reter valor para pagamentos futuros. Ou seja, é possível “guardar riqueza” com uma moeda para gasto futuro. Se algo não serve como reserva de valor, as pessoas não terão interesse nem confiabilidade para manter seu valor guardado, e acabarão por preferir outras formas de pagamento.

Leia também  Preço do Bitcoin Cash superou os $700 dólares hoje

Após essa breve introdução, que tal analisar o e como ele se sairia como possível candidato a ser uma moeda válida? Então vamos lá.

Como unidade de conta o Bitcoin não se presta. É comum o Bitcoin apreciar ou depreciar seu valor em até mais de 20% em um único dia. Com isso qualquer comerciante se vê impossibilitado de definir o preço de suas mercadorias em Bitcoin, ele teria que obter outra referência para definir seus preços.

Como meio de pagamento, o Bitcoin se saia relativamente bem nos seus primórdios, quando as transações eram rápidas e as taxas muito baratas. Porém hoje em dia as transações demoram para ser confirmadas, e as taxas são tão altas que inviabilizam completamente transações de pequeno valor.

Por fim temos a reserva de valor. Os maiores defensores do Bitcoin hoje em dia se concentram muito nesse ponto. Dizem que o Bitcoin é uma excelente reserva de valor, mesmo não servindo como unidade de conta ou meio de pagamento. Mas será? Será que algo com alta volatilidade serve como reserva de valor? Penso que não. Algo que pode perder 20% do seu valor em um único dia não é uma boa reserva de valor, a não ser que você acredite que a tendência de valorização do Bitcoin ao longo do tempo será eternamente crescente no longo prazo. Essa última crença é difícil negar ou confirmar, vai mais da “fé” de cada um no Bitcoin.

Leia também  Bitcoin valoriza depois de notícia que a SEC irá revisar decisões sobre ETFs

(Discernente)
Fonte: https://steemit.com/pt/@discernente/bitcoin-e-uma-moeda

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/